5 eventos ao vivo

Com grupo na mão, Magnano vê Brasil confiante e "pronto para luta"

23 jul 2012
15h56
atualizado em 24/7/2012 às 15h51
ALLAN FARINA
EMANUEL COLOMBARI
Direto de Londres

Quando a Seleção Brasileira masculina de basquete passou pela porta de saída do Terminal 5 do Aeroporto de Heathrow, em Londres, no início da noite desta segunda-feira, os jogadores e o técnico Rubén Magnano rapidamente foram abordados pela imprensa para conceder entrevistas. O argentino, então, rapidamente determinou a seus jogadores: cinco minutos de conversa com a imprensa. O período foi mais longo, mas a instrução deixou claro que o treinador argentino tem a equipe "na mão" para a Olimpíada de 2012.

» Saiba como assistir à Olimpíada no Terra
» Coloque as notícias sobre a Olimpíada no seu site
» Veja os Jogos Olímpicos por outro ângulo em fotos panorâmicas
» Veja a agenda completa para os Jogos de Londres

À frente do Brasil desde o começo de 2010, Magnano é considerado o principal responsável pela volta da equipe masculina da modalidade a uma Olimpíada após 16 anos de ausência. Graças à vaga conquistada no Pré-Olímpico de Mar del Plata (Argentina) em 2011, a Seleção voltou à competição, e pode começar a sonhar alto - até com um pódio.

Para o treinador, mesmo derrotado pelos Estados Unidos em amistoso em Washington (80 a 69, com a presença de Barack Obama na torcida), o Brasil pode jogar "contra os Estados Unidos, contra a Argentina, contra a Grécia, contra a França". "Estamos em um nível para lutar", disse o técnico, que vê o time experiente e pronto para sua primeira Olimpíada.

"A experiência não se compra, se vive. Eles (jogadores) viveram uma quantidade de coisas, agora temos muita mais experiência", disse. "Agora, esperamos aproveitar isso na hora de jogar", acrescentou.

Cercado por jornalistas de diversos países, Rubén Magnano respondeu perguntas em português e espanhol e não fugiu nem mesmo da comparação com a Argentina comandada por ele que foi campeão olímpica em Atenas (2004). Otimista, vê a equipe do Brasil atual "despertando" e transmitindo "muita confiança".

"Estamos contentes, felizes pelo que fizemos até agora. O mais importante é que a equipe chega em um bom percentual, bem preparada", disse, lembrando a campanha de 2004. "Vínhamos de um vice-campeonato do mundo (2002). Fazia 16 anos que o Brasil não vinha à Olimpíada. Para o Brasil, é um reconhecimento enorme. Mas é claro que agora queremos entrar em uma lista de grandes equipes", acrescentou.

Com frases de efeito, mas bem colocadas, Magnano mostrou-se confiante em uma boa participação do Brasil em Londres ao afirmar que "se você não sonha, é impossível que conquiste alguma coisa". Ao fim, passados mais do que os cinco minutos prometidos inicialmente no desembarque, Magnano mostrou ter a Seleção masculina em momento confiante.

"Nós estamos gozando de muita saúde dentro da equipe. Chegamos muito saudáveis, muito bem, muito confiantes. Não falo de agora, mas dos dois anos e meio que tenho na Seleção do Brasil. Eu tive com essa equipe zero problemas", encerrou o treinador, deixando o Aeroporto de Heathrow com seus jogadores rumo à Vila Olímpica.

Olimpíada ao vivo no Terra
O Terra, maior empresa de internet da América Latina, transmitirá ao vivo e em alta definição (HD) todas as modalidades dos Jogos Olímpicos de Londres, de 25 de julho e 12 de agosto de 2012. Com reportagens especiais e acompanhamento do dia a dia dos atletas, a cobertura conta com textos, vídeos, fotos, debates, participação do internauta e repercussão nas redes sociais.



Magnano vê Brasil preparado para brigar por pódio na Olimpíada
Magnano vê Brasil preparado para brigar por pódio na Olimpíada
Foto: Marcelo Pereira / Terra
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade