4 eventos ao vivo

Em quarto com Nenê, Larry fala português para se adaptar à Seleção

14 jun 2012
05h00
atualizado em 15/6/2012 às 10h11

O norte-americano Larry Taylor conseguiu a cidadania brasileira no fim de abril e desde o último domingo integra a Seleção que treina para os Jogos Olímpicos de Londres 2012. Dividindo o quarto do hotel com o pivô Nenê, que joga nos Estados Unidos desde 2002, o armador do Itabom/Bauru garante que conversa apenas em português com seu companheiro de concentração para se adaptar mais facilmente ao grupo.

O armador, que chegou ao Brasil há quatro anos, afirma estar no seu melhor momento como atleta
O armador, que chegou ao Brasil há quatro anos, afirma estar no seu melhor momento como atleta
Foto: Wagner Carvalho / Especial para Terra

» Brigas e dramas: relembre grandes momentos olímpicos
» Beckham ou Neymar? Vote em quem brilhará mais nos Jogos de Londres

A naturalização de Larry Taylor, há cerca de quatro anos no País, foi sugerida pela Confederação Brasileira de Basquete (CBB) em 2010. O processo durou quase dois anos e foi encerrado dentro do prazo necessário para o técnico Rubén Magnano contar com ele na Olimpíada de Londres.

"Eu e o Nenê somos colegas de quarto e os outros jogadores perguntam se a gente fala português ou inglês, e eu sempre falo que só português, porque sou brasileiro agora", afirmou o armador que defendeu a equipe do interior de São Paulo nas últimas quatro temporadas e foi destaque do Novo Basquete Brasil (NBB). "Todo mundo está me tratando muito bem e na quadra estou buscando meu espaço no time", explicou.

Ainda em busca da cidadania brasileira, Larry foi convocado na temporada passada para a Seleção que foi ao Pré-olímpico de Mar Del Plata, mas acabou cortado do grupo quando o Ministério da Justiça barrou sua naturalização. À época, a atitude da CBB gerou polêmica e recebeu críticas até de Claudio Mortari, ex-técnico da equipe nacional. O processo burocrático só foi concluído no fim de abril deste ano, a poucos dias da convocação de Magnano. Quando o técnico argentino anunciou a lista de 12 jogadores com que pretende contar em Londres, o armador norte-americano não tinha nem recebido seu passaporte brasileiro.

"Fiquei com muito medo de que não iria sair a tempo para participar do time esse ano de novo. Meu passaporte chegou acho que um dia antes da data para mandar os documentos para a Fiba, mas deu tudo certo e agora estou feliz", revelou o aliviado Larry.

Mesmo sem nunca ter entrado em quadra pela Seleção, o armador nascido em Chicago ganhou a confiança de Rubén Magnano por conta de seu desempenho nos treinos. Na Seleção, ele disputa vaga no time titular com Marcelinho Huertas e Raulzinho, que atuam no basquete espanhol. Nezinho, que disputa o Sul-americano pelo Brasil, também pode ser integrado ao time.

O Brasil está no Grupo B dos Jogos Olímpicos de Londres 2012, ao lado de Espanha, Austrália, China, a dona da casa Grã-Bretanha e uma outra seleção que será definida no Pré-olímpico Mundial. A estreia na competição é no dia 29 de julho contra o país da Oceania.

Londres 2012 no Terra

O Terra, maior empresa de internet da América Latina, transmitirá ao vivo e em alta definição (HD) todas as modalidades dos Jogos Olímpicos de Londres, que serão realizados entre os dias 27 de julho e 12 de agosto de 2012. Com reportagens especiais e acompanhamento do dia a dia dos atletas, a cobertura contará com textos, vídeos, fotos, debates, participação do internauta e repercussão nas redes sociais.



Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade