1 evento ao vivo

Grizzlies vencem Thunder na prorrogação e se aproximam da final na Oeste

14 mai 2013
04h16

Em uma partida marcada pelo equilíbrio, o Memphis Grizzlies conseguiu superar o Oklahoma City Thunder nesta segunda-feira na prorrogação (103 a 97) e ficou a um passo da final da Conferência Oeste ao abrir 3 a 1 na série de sete.

Na quarta partida das semifinais, a segunda disputada no FedEx Forum de Memphis, os Grizzlies fizeram valer a vantagem alcançada como visitante ao assegurar duas vitórias em casa, esta última através de ótimas atuações do armador Mike Conley, do pivô espanhol Marc Gasol e do ala-pivô Zach Randolph.

Agora, com a derrota, se o Thunder quiser seguir vivo na briga pela classificação terá que vencer as três partidas restantes da série, sendo que a próxima será disputada na quarta-feira no Chesapeake Energy Arena, em Oklahoma City.

No entanto, pelo visto na partida desta segunda, as coisas não serão nada fáceis, já que os Grizzlies voltaram a demonstrar o espírito de uma equipe vencedora, sendo segura na defesa e, principalmente, decisiva nos instantes finais com vários líderes em quadra.

Já a equipe de Oklahoma City, após ter alcançado um empate no tempo normal, voltou a perder sua força na etapa final da partida, ou seja, na prorrogação, quando anotou apenas três pontos diante do baixo rendimento do astro Kevin Durant, embora o mesmo tenha anotado 27 pontos ao longo do duelo.

O ala estrela dos Thunder, que antes da partida chegou a reconhecer que teria que fazer algo a mais pela equipe, não conseguiu manter seu ritmo no final e errou os cinco arremessos na prorrogação, incluindo uma fácil penetração nos instantes finais.

Do lado dos donos da casa, o armador Mike Conley, cestinha dos Grizzlies com 24 pontos, foi seguido de perto por Zach Randolph, que anotou um duplo-duplo de 23 pontos e capturou 12 rebotes.

"Todos os jogadores fizeram um grande trabalho, já que reverter 17 pontos de desvantagem não é nada fácil, ainda mais diante de um rival como o Thunder", declarou o treinador dos Grizzlies, Lionel Hollins, ao falar dos dois primeiros quartos da partida, quando os visitantes chegaram a estar na frente.

EFE   
publicidade