Mundial 2006

Mundial 2006

Quarta, 20 de setembro de 2006, 16h48  Atualizada às 21h41

Brasil arrasa checas e vai à semi do Mundial

AFP

Recuperada de lesão no tornozelo, Janeth teve boa atuação
Busca
Saiba mais na Internet sobre:
Busque outras notícias no Terra:
A Seleção Brasileira feminina está classificada à semifinal do Mundial de basquete. Nesta quarta-feira, a equipe de Antonio Carlos Barbosa apresentou um bom jogo e arrasou a República Checa por 75 a 51, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.

Veja fotos da vitória
Comente a vitória do Brasil
Barbosa enaltece apoio da torcida
"Austrália está entalada", diz Êga
Janeth: "Estamos no caminho certo"
Helen pede valorização
Austrália passa pela França
Rússia bate Espanha
Goteiras atrasam jogo
Veja fotos da rodada

A ala Janeth, que havia torcido o tornozelo na partida de segunda-feira, contra o Canadá, e era dúvida, atuou grande parte do duelo e foi uma das melhores em quadra, com 15 pontos assinalados. Iziane marcou 23.

Agora, a equipe verde e amarela pega a Austrália, que está invicta na competição. O Brasil terá a chance de devolver a derrota sofrida na fase de oitavas-de-final.

Do outro lado da chave, a Rússia passou pela Espanha e também garantiu presença na semifinal, onde enfrentará os grandes favoritos Estados Unidos, que derrotaram a Lituânia.

O primeiro quarto do jogo desta quarta foi bastante equilibrado. O Brasil chegou a liderar por uma diferença de seis pontos, mas permitiu a reação das atuais campeãs européias, que buscaram o empate por 19 a 19.

No segundo período, o ataque da Seleção começou a funcionar. Para ajudar, as checas passaram a desperdiçar muitas bolas de ataque.

Com este panorama, e com o apoio do público, que vibrou muito nas arquibancadas do Ibirapuera, o Brasil conseguiu levar uma vantagem de 18 pontos para o intervalo: 46 a 28.

A vontade das meninas brasileiras não diminuiu no terceiro quarto. Pelo contrário. Comandadas por Janeth, elas mantiveram a forte defesa e também a vantagem, que chegou a 22 pontos quando o marcador apontava 62 a 40.

A República Checa, até então atônita, esboçou uma reação no começo do quarto período, quando marcou cinco pontos seguidos.

Porém, Janeth e Iziane, que mais uma vez teve uma excelente atuação, garantiram a manutenção da vantagem e, consequentemente, a vitória do Brasil.

A raça demonstrada pelas brasileiras pôde ser demonstrada em um lance com a pivô Érica. Ele bloqueou o ataque da República Checa e virou para a torcida, gritando e vibrando com a jogada.

Antes do jogo do Brasil, algumas goteiras no Ibirapuera atrapalharam o duelo entre Rússia e Espanha. Algumas atletas escorregaram e chegaram a cair, arrancando protesto dos treinadores e vaias da torcida.

Durante a partida do Brasil, a forte chuva que castigava São Paulo diminuiu e, com ela, as goteiras foram sumindo.

Redação Terra