Mundial 2006

Mundial 2006

Quinta, 21 de setembro de 2006, 08h12  Atualizada às 09h34

Goteira pode tirar jogos do Mundial do Ibirapuera

EFE

Espanhola Palau foi uma das vítimas da quadra molhada
Busca
Saiba mais na Internet sobre:
Busque outras notícias no Terra:
As constantes goteiras que têm atrapalhado o Mundial feminino de basquete, em São Paulo, podem alijar o Ginásio do Ibirapuera do torneio justamente na reta final.

Veja fotos da rodada
Brasil arrasa checas e avança
Jogadoras agradecem torcida
Êga: "Austrália entalada"
Janeth: "Caminho certo"
Helen pede valorização
Rússia bate Espanha
Goteiras atrasam jogo
Comente a vitória do Brasil

De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, documento oficial emitido pela Fiba (Federação Internacional de Basquete) sugere que "o comitê técnico do campeonato decidiu que, se houver condições de jogo insatisfatórias ou perigosas, as partidas podem ser remarcadas e, se necessário, mudadas para local alternativo".

A federação deu como prazo limite até as 12h para que as goteiras sejam tapadas e os vazamentos resolvidos. Os primeiros reparos feitos na terça-feira custaram R$ 174 mil, mas não evitaram novos tombos e escorregões nas partidas entre Rússia x Espanha e Brasil x Rep. Checa.

A espanhola Laia Palau, a russa Tatiana Shchegoleva e as checas Mokrosova e Vesela foram as principais vítimas.

"Um Mundial não pode ocorrer em local sem proteção. É perigoso para as atletas e pode afetar o resultado. Basquete não é como futebol, que pode ocorrer sob chuva", criticou o técnico russo Igor Grudin em declaração ao diário.

Redação Terra