0
NBA

Scott Machado comenta acerto de três anos com os Rockets

10 set 2012
14h30
atualizado às 14h46

O armador brasileiro Scott Machado disputará as próximas edições da NBA pelo Houston Rockets. Uma das revelações da liga universitária americana (NCAA) nos últimos anos, o jogador confirmou que acertou contrato de três anos com o time do Texas.

Armador se destacou na última temporada do basquete universitário americano
Armador se destacou na última temporada do basquete universitário americano
Foto: Getty Images

Com 22 anos de idade, ele participou do draft da NBA, mas não foi escolhido por nenhuma equipe durante o processo seletivo. Mesmo assim, ele foi convidado pelos Rockets para disputar a Liga de Verão, espécie de pré-temporada para novos contratados, e agradou.

"Acredito que estamos montando um time muito competitivo, com muita raça e vontade de ganhar jogos. Meu objetivo nesse primeiro ano será de sempre dar o meu melhor nos treinos, para que quando eu tiver a oportunidade de estar na quadra eu possa mostrar todo o meu potencial para ajudar o time a conseguir grandes vitórias", disse Scott Machado, que se junta ao elenco em outubro.

Com a confirmação do acordo entre o armador e o Houston Rockets, o Brasil conta com cinco atletas já confirmados na próxima edição da NBA. Tiago Splitter, Nenê Hilário, Anderson Varejão, Scott Machado e Fab Melo, selecionado pelo Boston Celtics no draft. O ala Leandrinho, que encerrou a temporada passada atuando pelo Indiana Pacers, ainda não acertou com nenhuma equipe.

Nascido em Nova York, Scott Machado é filho de pais brasileiros e chegou a ser convocado pelo técnico Rubén Magnano para defender a Seleção Brasileira no Sul-Americano, no primeiro semestre. Na ocasião, pediu dispensa para participar do draft da NBA, sem descartar representar a equipe nacional futuramente.

Em seu novo time, a revelação da NCAA atuará ao lado de uma das sensações da última temporada da NBA, Jeremy Lin. O atleta com ascendência taiwanesa tem uma trajetória parecida com a do brasileiro, já que também não foi escolhido no draft e depois conseguiu ingressar na liga.

"Vai ser muito bom poder jogar ao lado dele. Ele tem um grande número de fãs e jogou muito bem ano passado, então sei que todos depositam muita confiança nele. Além disso nós temos um ponto em comum. Acho que esta parceria será no mínimo interessante", acrescentou o jogador, que se diz torcedor do Internacional de Porto Alegre.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade