0
NBA

Varejão destaca recorde e projeta ainda mais brasileiros na NBA

30 out 2012
13h31

Evandro Furoni

A temporada 2012/2013 da NBA, que tem início na noite desta terça-feira, marca o maior número de brasileiro na principal liga de basquete do mundo, com seis representantes do País tendo uma oportunidade nas quadras americanas. Na opinião de um dos representantes, esse recorde deve ser batido rapidamente. Anderson Varejão, pivô do Cleveland Cavaliers desde 2004, defende que as equipes da NBA estão cada vez mais de olho na qualidade do basquete brasileiro.

"Tenho certeza de que, se hoje somos seis, nos próximos anos teremos mais brasileiros na NBA", afirmou o jogador, em entrevista ao Terra. Hoje, além de Varejão, Leandrinho, Fab Melo (ambos Boston Celtics), Nenê (Washington Wizards), Tiago Splitter (San Antonio Spurs) e Scott Machado (Houston Rockets) completam o esquadrão brasileiro.

"Estamos crescendo, a NBA está vendo o potencial do Brasil e temos que aproveitar isso", completa o pivô.

E Varejão pode afirmar que foi uma pessoa que aproveitou a oportunidade que teve. Um dos nomes mais experientes dos Cavaliers, ele é o único atleta nacional a ter participado de uma final da NBA, em 2007. Mas o grande jogador daqueles tempos, LeBron James, foi para Miami, e a era de vitórias desapareceu, com apenas 40 nas duas últimas temporadas.

Para Varejão, o ala é "página virada" em Cleveland, que se foca na renovação, que passa muito pelo armador Kyrie Irving, 20 anos, eleito o melhor calouro da temporada passada. Sendo junto com Daniel Gibson o único remanescente de 2007, o brasileiro vê no jovem muita inteligência e um futuro brilhante para liderar a equipe.

Outra questão delicada para o pivô são as lesões sofridas nos últimos anos. O jogador atuou apenas em 56 jogos nas duas últimas temporadas, aumentando as especulações de uma possível transferência em 2012. Varejão prefere não pensar no passado e projeta uma temporada sem preocupações fisícas, e de jeito algum planeja abandonar a cidade que o acolhe já a oito anos. Nesta terça, começa mais um capítulo da história de Varejão com o clube, contra o Washington Wizards.

Confira a entrevista com Anderson Varejão

Terra: Quais são suas perspectivas para essa temporada da NBA, tanto para o Cavaliers quanto para você individualmente?
Varejão: Temos um time bastante modificado, com jogadores jovens e que estão querendo mostrar serviço. Não sei até onde podemos ir, mas acho que podemos fazer coisas boas. Estou motivado, animado para esta temporada, temos um ambiente de muita confiança dentro do grupo. Esperamos que seja um ano melhor, já que na temporada passada tudo foi mais complicado, tivemos muitos jogadores machucados, lockout... Estamos trabalhando forte e espero que esta seja uma temporada melhor.

Terra: O Brasil bate neste ano o recorde de jogadores na NBA. Você acha que isso é reflexo da evolução do basquete brasileiro nos últimos anos ou apenas resultado do talento individual de cada um?
Varejão: Acho que um pouco das duas coisas. Nosso basquete cresceu, evoluiu, hoje temos seis jogadores na NBA, vários na Europa, o NBB está forte, as equipes brasileiras estão disputando torneios internacionais, a Seleção Brasileira voltou às Olimpíadas... Estamos crescendo, a NBA está vendo o potencial do Brasil e temos que aproveitar isso. Tenho certeza de que, se hoje somos seis, nos próximos anos teremos mais brasileiros na NBA.

Terra: O Cavaliers passa por um momento se reconstrução depois da saída de LeBron James. Você acha que o time em algum momento no futuro pode conseguir jogar no nível que atuou naquela era?
Varejão: LeBron é página virada. Esta será a terceira temporada desde que ele saiu, então, acho que é hora de esquecermos isso. Ele está em Miami e não tem mais relação alguma com o Cavs. Outros jogadores importantes deixaram o time nos últimos anos e estamos tentando construir uma base, montar um grupo e isso passa pelos jovens que estão chegando também. Queremos ter uma nova identidade, a equipe quer isso e vamos trabalhar para alcançar esse objetivo.

Terra:: Falando nisso, muito se aposta em Kyrie Irving nessa reconstrução. Como você o avalia? Como é a relação do elenco com ele?
Varejão: Irving é um jovem de muito potencial, um jogador inteligente e que tem um futuro brilhante. Temos um ambiente bacana dentro do grupo, ele é um cara bastante querido na equipe e vai nos ajudar muito.

Terra: Você acha que o Heat é o favorito para a próxima temporada ou existe um time capaz de fazer frente a ele?
Varejão:Acho que há muitas equipes fortes, como o próprio Heat, Lakers, Bulls, Thunder, Spurs, entre outras. E vamos tentar surpreender, fazer uma boa campanha, mirando nos playoffs.

Terra: Em 2007 você se tornou o primeiro brasileiro em uma final da NBA. Você poderia falar um pouco das lembranças que tem daquela série?
Varejão: Tudo é diferente. Cada rodada de playoff já é única, a final é de conferência já é especial, mas a decisão da liga é uma emoção diferente. Não fizemos uma boa série final, perdemos para o San Antonio Spurs, mas a experiência de uma final é maravilhosa, faz com que você cresça e queira voltar mais vezes.

Terra:Você fez toda a sua carreira nos EUA dentro de Cleveland. Consegue se ver jogando em outro time da NBA em algum momento no futuro?
Varejão: Não. Hoje, não. Hoje estou no Cleveland, feliz, satisfeito, adaptado e não penso em sair.

Terra: Você teve grandes momentos nas últimas temporadas, mas infelizmente sofreu com algumas lesões. Tem alguma preocupação com a sua condição física para a próxima temporada?
Varejão: Estou bem. Procuro não ficar pensando no que passou, nas lesões, superei tudo e estou pronto para mais uma temporada. Sempre começo uma temporada pensando que aquela vai ser melhor que as anteriores.

Terra: Você mantém algum contato com algum de seus companheiros de Seleção Brasileira fora de quadra?
Varejão: É complicado por causa das viagens, dos jogos, encontro mais com os atletas que estão aqui na NBA, quando nos enfrentamos. Não sobra tempo e as distâncias são grandes também. Tento manter contato por e-mail, telefone, mensagens, mas é complicado, a rotina nos priva muito desse convívio.



Em ano de recorde, Varejão destaca interesse da NBA em brasileiros e projeta mais jogadores no futuro
Em ano de recorde, Varejão destaca interesse da NBA em brasileiros e projeta mais jogadores no futuro
Foto: Getty Images
Fonte: Terra
publicidade