0

Para astros, Heat tem poucas chances de título, apesar de LeBron

14 ago 2010
14h58
atualizado às 15h53

A cerimônia para a inclusão de novos membros do Hall da Fama do basquete teve como grande debate o potencial do Miami Heat nesta temporada da NBA, quando contará com astros como LeBron James, Dwyane Wade e Chris Bosh.

Enquanto os novos integrantes do Hall, Karl Malone e Scottie Pippen, se mostraram céticos quanto ao efeito que estes jogadores terão na tentativa de levar a equipe ao título, o presidente do Heat, o ex-técnico Pat Riley, afirmou que LeBron e cia vão responder em quadra.

Malone, que deixou o Utah Jazz, onde atuou na maior parte da carreira, para tentar ser campeão pelo Los Angeles Lakers, apoiou a decisão de LeBron, mas disse que o Heat ainda não demonstrou que pode conquistar o título. Já Pippen foi além, mostrando-se em dúvida até se o time da Flórida conseguirá chegar aos playoffs.

"James simplesmente saiu e é uma decisão dele. Não sei o que posso dizer. Não questionar a maneira como ele fez isso", disse Malone. "Minha decisão de sair do Jazz foi porque pensei que em outra equipe teria mais chances de conquistar um título", acrescentou.

Por sinal, o ex-pivô considera o Los Angeles Lakers, atual bicampeão, como grande favorito ao título, e elogiou os novos reforços da franquia - o ala Matt Barnes e o armador Steve Blake.

"Enquanto Kobe (Bryant) estiver nessa equipe", argumentou Malone, "junto com Derek Fisher, Pau Gasol, Phil Jackson e seus ajudantes, minha escolha é o Lakers".

Pippen, por sua vez, declarou que o Heat precisa começar com expectativas mais baixas porque ainda não demonstrou o que será capaz de fazer em quadra.

"Há algumas equipes na Conferência Leste que vão criar muitos problemas para eles", afirmou, elogiando principalmente Boston Celtics e Orlando Magic.

"Não vejo alguém no Heat capaz de conter a força física de Dwight Howard", argumentou, referindo-se ao pivô do Orlando.

Malone e Pippen se mostraram céticos quanto ao futuro do Heat na próxima temporada
Malone e Pippen se mostraram céticos quanto ao futuro do Heat na próxima temporada
Foto: Reuters
EFE   
publicidade