0

Sob olhar de Obama, Brasil assusta Dream Team, mas leva virada

16 jul 2012
23h04
atualizado em 17/7/2012 às 17h29

A Seleção Brasileira masculina de basquete fez um bom papel nesta segunda-feira em amistoso contra o poderoso Dream Team dos Estados Unidos. Em Washington DC, sob os olhares do presidente norte-americano Barack Obama, que esteve na plateia do Verizon Center durante todo o jogo, o Brasil chegou a assustar os anfitriões, abrindo vantagem de dez pontos no primeiro quarto. No entanto, depois não conseguiu mais manter o mesmo de nível de atuação e acabou derrotado por 80 a 69, em jogo que faz parte da preparação de ambos os times para os Jogos Olímpicos de Londres.

» Brigas e dramas: relembre grandes momentos olímpicos
» Beckham ou Neymar? Vote em quem brilhará mais nos Jogos de Londres

Em um dos últimos testes de Brasil e Estados Unidos antes da Olimpíada, além da partida parelha e bem jogada, Obama foi a grande atração no ginásio usado pelo Washington Wizards na NBA. Primeiro acompanhado do vice-presidente Joe Biden e do auxiliar pessoal Reggie Love, depois Obama teve a companhia de sua mulher Michelle e uma de suas duas filhas. Descontraído e sorridente, o presidente americano saudou pessoas na plateia, trocou carinhos com a filha e até deu um selinho na esposa.

Obama só não deve ter gostado do que viu no primeiro quarto no Verizon Center, quando os americanos acabaram dominados pelos brasileiros. Após um breve começo equilibrado, a formação inicial do Brasil - Marcelinho Huertas, Alex, Leandrinho, Tiago Splitter e Nenê - se impôs e foi abrindo vantagem. Enquanto os Estados Unidos erravam lances fáceis, os comandados do técnico argentino Rubén Magnano fecharam o período vencendo por 27 a 17.

A partir do segundo quarto, já com as ajudas constantes do americano naturalizado Larry Taylor e de Anderson Varejão, que entraram na rotação da equipe, o Brasil caiu de produção e viu o Dream Team crescer. Alguns vacilos dos brasileiros também contribuíram para a ampla superioridade dos Estados Unidos antes do intervalo. Com a vitória por 20 a 5 no período, os anfitriões retomaram a frente no placar, que apontava 37 a 32 na ida das equipes para os vestiários.

Para o terceiro quarto, Magnano fez com que o Brasil retomasse o ritmo do primeiro período. Daí para a frente, o time verde e amarelo se recuperou e não deixou mais os americanos se distanciarem muito no marcador. A vitória, porém, não chegou a estar próxima, já que LeBron James, com 30 pontos ao final do jogo, desequilibrava mais do que Huertas, melhor jogador brasileiro na partida.

Alex, Varejão e Taylor ainda se destacaram nos últimos quartos, mas não o suficiente para segurar o Dream Team, que se impôs nos minutos finais para conseguir o triunfo em casa sem maiores sustos. O Brasil saiu esperançoso para a Olimpíada, enquanto os americanos fizeram a festa na presença da família Obama.

Se Huertas se destacou nas assistências, Alex liderou o Brasil em pontos, com 14 tentos. Varejão foi o segundo melhor pontuador, com 12, além de agarrar 13 rebotes, reforçando sua qualidade no garrafão. Pelos Estados Unidos, além de LeBron, Kevin Durant também foi bem, com 11 pontos.

Agora, a Seleção Brasileira segue sua preparação em Estrasburgo, na França, onde fará mais dois amistosos de alto nível antes dos Jogos. No próximo sábado, os brasileiros encaram os franceses, e no dia seguinte entram em quadra para enfrentar a Austrália. Antes do confronto contra os Estados Unidos, o Brasil vinha de um bom triunfo no Super Four disputado em Foz do Iguaçu (PR), ganhando da Argentina na final.

Em Londres, o Brasil está no Grupo B, ao lado dos anfitriões da Grã-Bretanha, China, Rússia, Espanha e dos australianos, contra quem estreiam no dia 29. Quatro equipes da chave avançam às quartas de final.

Olimpíada ao vivo no Terra

O Terra, maior empresa de internet da América Latina, transmitirá ao vivo e em alta definição (HD) todas as modalidades dos Jogos Olímpicos de Londres, de 27 de julho e 12 de agosto de 2012. Com reportagens especiais e acompanhamento do dia a dia dos atletas, a cobertura conta com textos, vídeos, fotos, debates, participação do internauta e repercussão nas redes sociais.



O astro LeBron James tenta passar pela marcação do brasileiro Alex durante o amistoso em Washington DC
O astro LeBron James tenta passar pela marcação do brasileiro Alex durante o amistoso em Washington DC
Foto: Getty
Fonte: Terra
publicidade