0

Triste, Varejão aponta falhas em "noite infeliz" e aprova trabalho

8 ago 2012
21h06
Marcelo do Ó
Direto de Londres

Depois da derrota por 82 a 77 para a Argentina, nesta quarta-feira, a Seleção Brasileira de basquete masculino deu adeus a Londres, mas, apesar do clima de tristeza, os jogadores acreditam que deram seu melhor em quadra e afirmam que aprovam a campanha que os levou as quartas de final do torneio olímpico.

» Vote na maior decepção brasileira nos Jogos de Londres
» Escolha o esporte e assista aos vídeos da Olimpíada de Londres
» Saiba tudo sobre os medalhistas do Brasil em Londres
» Veja como foram as conquistas dos brasileiros
» Confira a programação de ao vivo do Terra
» Veja a agenda e resultados dos Jogos de Londres

"Acho que a equipe está de parabéns por ter chegado onde chegou, mas a gente sabe que poderia ter ido mais longe. A gente sabe que tinha grande chances de ganhar da Argentina e passar, mas infelizmente chegou numa hora que é mata-mata e acabamos perdendo. Esse é um momento muito triste pra gente, mas digo que a gente fez um bom trabalho", disse o pivô Anderson Varejão.

Sobre um suposto desentendimento dos jogadores com o técnico da equipe, o argentino Ruben Magnano, durante a partida, Varejão disse que isso não aconteceu, pelo menos não com ele.

"Não houve nada com o Magnano, não. nenhuma discussão em quadra não? Não (risos), comigo não", falou.

O pivô, um dos destaques da Seleção nos Jogos de Londres, afirma que alguns fatores foram decisivos para a derrota do time brasileiro para os rivais argentinos. Para ele um dos que mais pesou foi a "noite não muito feliz no ataque", já que a seleção teve cerca de 50% de aproveitamentos em lances livres, por exemplo.

"Foram vários fatores. Acho que a gente errou bastante na defesa. Algumas jogadas ofensivas a gente errou, no ataque a gente não teve uma noite muito feliz. Acho que um pouco de tudo. A gente voltou no jogo ali no final e teve a chance, se faz uma bolinha a mais, mudava tudo. Mas infelizmente a gente acabou perdendo".

Em relação aos trabalhos para os Jogos do Rio, em 2016, Varejão desconversou sobre uma eventual renovação do elenco da Seleção Brasileira.

"Isso não é comigo, de renovar ou não. Eu sempre fiz parte da Seleção Brasileira e estarei sempre à disposição", concluiu.

Outro jogador que exaltou o trabalho da equipe e a campanha no torneio olímpico de Londres foi o pivô Tiago Splitter. Ele acredita que o time se preparou muito para a competição e que tem que estar orgulhoso por isso.

"Claro que é um momento de tristeza, mas se passar dois ou três dias a gente vai ver o que fez e vai ver que fez muita coisa. O que Magnano passou pra nós é que tem que estar orgulhoso no nosso caminho, o que a gente fez durante estes dois meses não foi pouca coisa. A gente treinou mais do que ninguém e não relaxou em nenhum momento, isso a gente pode estar com a consciência tranquila. Nesta folga que a gente teve durante este verão europeu a gente treinou mais do que ninguém", afirmou Splitter.

Olimpíada ao vivo no Terra
O Terra, maior empresa de internet da América Latina, transmite ao vivo e em alta definição (HD) todas as modalidades dos Jogos Olímpicos de Londres. Com reportagens especiais e acompanhamento do dia a dia dos atletas, a cobertura conta comtextos,vídeos,fotos, e participação do internautae repercussão no Facebook.Siga também a cobertura no Twitter e participe com a hashtag: #TerraLondres2012

Brasileiros estão tristes com eliminação, mas aprovam trabalho feito nos Jogos
Brasileiros estão tristes com eliminação, mas aprovam trabalho feito nos Jogos
Foto: Marcelo Pereira / Terra
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade