0

Botafogo vence Figueirense em Volta Redonda e abre vantagem

4 jul 2013
00h56
atualizado às 00h58

O Botafogo derrotou o Figueirense por 1 a 0, em partida disputada na noite desta quarta-feira, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ), pela rodada de ida da terceira fase da Copa do Brasil. Rafael Marques, no primeiro tempo, marcou o único gol do jogo.

Agora, a equipe carioca só precisa empatar no duelo da volta, programado para 24 de julho, em Florianópolis, para seguir na competição. O Figueirense necessita de uma vitória por dois gols de diferença, para se classificar.

A vitória do Botafogo foi justa, apesar de o time dirigido por Oswaldo de Oliveira ter encontrado dificuldade para suprir a falta de Fellype Gabriel, que se transferiu para o exterior. Além disso, os dois times demostraram sentir os efeitos da paralisação das competições no país, causada pela realização da Copa das Confederações.

Diante de um público reduzido, o Botafogo começou a partida com mais agressividade, tentando empurrar o Figueirense para a defesa. E logo aos cinco minutos, o Alvinegro carioca criou a primeira chance quando Seeedorf fez um bom passe para Lucas que arriscou, de fora da área, e mandou a bola para fora. O lance animou a equipe comandada por Oswaldo de Oliveira e,aos sete minutos, Dória fez grande lançamento para Lodeiro. O uruguaio bateu rasteiro, mas a bola saiu, com grande perigo.

O Figueirense só construiu sua primeira jogada de perigo, aos dez minutos. O lateral Wellington Saci cruzou da esquerda e Rafael Costa chegou atrasado para a conclusão, dando grande susto na torcida carioca. Logo depois, Dória tentou aliviar o perigo e acertou as costas de Marcelo Mattos. A bola sobrou para Diguinho que chutou para fora.

Aos 15 minutos, o meia Vitinho recebeu, dentro da área, e mandou por cobertura. O goleiro Tiago Volpi tocou na bola que ainda se chocou com o travessão, antes de sair.

O time catarinense tentava surpreender o adversário em lançamentos longos para Rafael Costa e Ricardinho, mas acabou chegando ao gol de Jéfferson, aos 22 minutos, em chute forte de Wellington Saci, bem defendido pelo goleiro da equipe carioca.

Aos 28 minutos, o Botafogo saiu na frente. Lodeiro cobra escanteio rápido com Vitinho, recebe de volta e cruza para Rafael Marques que finaliza para o fundo das redes, sem chances para Tiago Volpi.

O time comandado por Adilson Batista ficou desorientado com o gol e só voltou a incomodar aos 34 minutos, quando Diguinho cruzou para Maylson que, dentro da área, "furou" e desperdiçou a chance de empatar.

Aos 39 minutos, Seeedorf fez bela jogada individual, se livrou da marcação e enfiou para Lucas. O lateral arrancou pela direita e cruzou para Rafael Marques, mas a zaga catarinense aliviou o perigo.

O Botafogo continuava mais agressivo e, aos 41 minutos, Rafael Marques tocou, de calcanhar, para Lodeiro, mas a bola chegou curta aos pés do uruguaio que concluiu mal. Logo depois, Seedorf recebeu dentro da área e tentou encobrir o goleiro catarinense, mas a bola se chocou com o travessão, no último lance da etapa inicial.

Os dois times voltaram sem modificações para o segundo tempo e, logo aos dois minutos, Lodeiro recebeu livre na grande área e, quando todos esperavam a conclusão, o uruguaio decidiu passar a bola para Seedorf, permtindo que zaga catarinense bloqueasse o chute do holandês. Um minuto depois foi a vez de Rafael Marques bater, de primeira, e levar perigo ao gol defendido por Tiago Volpi.

O time visitante não conseguia se encontrar em campo e só, aos sete minutos, se aproximou com perigo da área carioca, mas o goleiro Jéfferson saiu na hora certa e aliviou o perigo. O Figueirense não conseguia superar a marcação da equipe de General Severiano e encontrava muita dificuldade para se aproximar da área, com a bola dominada.

Aos 22 minutos, Vitinho arrancou pela intermediária e chutou rasteiro. Tiago Volpi se esticou e fez uma defesa difícil.

O Botafogo não mostrava a mesma desenvoltura do primeiro tempo e encontrava dificuldades para armar jogadas ofensivas, uma vez que Seeedorf e Lodeiro mostravam cansaço. E o Figueirense teve a chance de empatar aos 24 minutos, quando Rafael Costa recebeu livre, na área, e concluiu para grande defesa de Jéfferson.

O time da casa teve a chance de liquidar a fatura aos 26 minutos, mas Vitinho desperdiçou a oportunidade de marcar, chutando torto quando estava diante do goleiro Tiago Volpi.

Nos minutos finais, Oswaldo de Oliveira colocou o volante Renato para ajudar a segurar o ímpeto catarinense, mas o Botafogo escapou de sofrer o gol de empate, aos 39 minutos, quando Rafael Costa escorregou, na pequena área,quando tinha tudo para marcar.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade