0

Em Volta Redonda, Botafogo perde para o Furacão e vê crise se ampliar

8 nov 2014
23h11
atualizado em 9/11/2014 às 09h17

No primeiro dos três jogos no Rio de Janeiro, o Botafogo decepcionou a torcida e foi derrotado por 2 a 0 para o Atlético-PR, neste sábado, no Raulino de Oliveira. Com o resultado, os alvinegros seguem com 33 pontos, na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Os paranaenses, com o triunfo, chegaram a 46 e afastaram o risco de descenso.

Pressionado para conseguir um bom resultado, o Botafogo teve o domínio da posse de bola durante a partida, mas pouco foi efetivo no setor ofensivo. O Atlético-PR aproveitou os espaços dados pelos alvinegros para marcar com Cléo, duas vezes, uma em cada tempo da partida.

Na próxima rodada, o Botafogo terá o clássico contra o Fluminense, no sábado, no Maracanã. Já no domingo, o Atlético-PR vai receber o Sport, na Arena da Baixada.

O jogo 

O Botafogo tentou esboçar uma pressão no início, mas viu o Atlético-PR quase abrir o placar logo com quatro minutos. Em contra-ataque rápido, Marcelo cruzou rasteiro pela direita para Marcos Guilherme. O atacante finalizou em cima de Jefferson, que fez grande defesa para salvar os donos da casa.

O lance assustou os alvinegros, que demoraram um pouco até voltarem a dominar a posse de bola novamente. Quando conseguiu, o Botafogo passou a chegar com mais intensidade ao ataque, mas tinha dificuldade em passar pela marcação paranaense. Assim, os cariocas não levavam perigo ao gol de Weverton. Na melhor chance, aos 23 minutos, Jobson chutou sem ângulo e fez o goleiro adversário espalmar para longe.

Quando o Botafogo era mais dominante, acabou sofrendo o revés, aos 27 minutos. Após recuperar a bola no meio, Cléo foi lançado, entrou na área e chutou sem chance para Jefferson.

Mesmo após ter sofrido o gol, o Botafogo não se desesperou e seguiu com a mesma postura em campo. No entanto, com a vantagem no placar, o Atlético-PR ficou mais tranquilo e permaneceu com a boa marcação no setor defensivo. Assim, até o intervalo, os alvinegros continuaram cercando a área paranaense sem levar perigo para Weverton.Na etapa final, o panorama da partida não se modificou. O Botafogo tinha o domínio da posse de bola, mas permanecia sem poder de finalização. O Atlético-PR tentava avançar nos contra-ataques, só que sem levar perigo para Jefferson. Mesmo assim, os visitantes tiveram a primeira boa chance, aos dez minutos. Natanael cobrou falta e Cléo cabeceou para boa defesa do goleiro alvinegro.

O Botafogo só conseguiu chegar com perigo aos 20 minutos. Após cruzamento de Bruno Corrêa, Gabriel finalizou próximo ao gol de Weverton. No entanto, no minuto seguinte, Junior Cesar deixou a mão no rosto de Deivid e foi expulso de forma direta, deixando os cariocas com um homem a menos.

Os alvinegros não diminuíram o ritmo e permaneceram em busca do gol. O uruguaio Zeballos chegou a acertar o pé da trave, aos 32 minutos. Pouco antes, a zaga paranaense salvou a equipe em cruzamento de Bruno Corrêa que iria para Jobson.

Nos minutos finais, o confronto ficou movimentado. Aos 40 minutos, Jobson fez boa jogada individual e chutou para grande defesa de Weverton. A resposta paranaense veio em seguida, com Marcelo, que parou em Jefferson. Já nos acréscimos, os visitantes decretaram a vitória, novamente com Cléo, para dar números finais no Raulino de Oliveira.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade