2 eventos ao vivo

Em Volta Redonda, Botafogo vence Vasco e complica rival na Taça Rio

3 abr 2013
21h50
atualizado às 21h51

No primeiro clássico disputado na atual temporada, em Volta Redonda, o Botafogo derrotou o Vasco por 3 a 0 e manteve as chances de se classificar para as semifinais da Taça Rio. Mesmo sem Seedorf, o Botafogo foi melhor durante a partida inteira. O Vasco voltou a apresentar os mesmos problemas dos outros jogos e acabou revoltando a torcida que ficou de costas para o gramado, depois que a equipe sofreu o terceiro gol.

O Alvinegro de General Severiano, que tem um jogo a menos, chegou aos nove pontos ganhos, três a menos do que o Voltaço, líder do Grupo A, com 12 pontos ganhos. A derrota na partida disputada na noite desta quarta-feira, praticamente, sepultou as chances de o Vasco garantir uma vaga na próxima fase, da competição. O time de São Januário segue na lanterna da chave, com apenas um ponto ganho. Na próxima rodada, o Botafogo enfrentará o Olaria. O Vasco vai receber o Friburguense.

O jogo- O Botafogo começou no ataque e, aos dois minutos, deu o primeiro susto na defesa do Vasco. O uruguaio Lodeiro lançou Fellype Gabriel, mas o goleiro Alessandro foi mais rápido e chegou antes do adversário. No minuto seguinte foi a vez de Bruno Mendes invadir pela direita e cruzar, mas Sandro Silva conseguiu evitar que a bola chegasse ao atacante Rafael Marques.

O gramado encharcado impedia que as duas equipes trocassem passes com desenvoltura, pois a bola ficava presa nas poças que se distribuíam pelo campo do Raulino de Oliveira. O time alvinegro continuava melhor em campo e, aos oito minutos, Lodeiro cobrou falta, Tenório tentou afastar o perigo da área, e a bola sobrou para Fellype Gabriel, que emendou de primeira, mas a bola saiu.Depois de ser dominado durante 15 minutos, o Vasco começou a se organizar melhor em campo e chegar na área do Botafogo, mas sem construir qualquer jogada de perigo.

Aos 26 minutos, Tenório arrancou para a área, conseguiu se livrar de Bolívar, mas acabou derrubando Dória, inutilizando o ataque. O atacante equatoriano protagonizou outro lance estranho aos 33 minutos, na sua própria área. Ao tentar ajudar a defesa, após cruzamento na área, Tenório acabou derrubando o goleiro Alessandro com uma "cama de gato".

Insatisfeito com o desempenho da equipe, o técnico Paulo Autuori mandou os reservas para o aquecimento. Aos 36 minutos, Eder Luis foi lançado em profundidade, mas o goleiro Jéfferson saiu do gol, chegou antes e ainda driblou o atacante vascaíno para delírio da torcida alvinegra.

No minuto seguinte, o Botafogo quase marcou. Lodeiro driblou Nei e chutou. Renato Silva cortou, mas a bola bateu em Dedé e quase entrou, mas o goleiro Alessandro conseguiu salvar, de cabeça. A bola voltou para o meia uruguaio que voltou a chutar e proporcionou a Alessandro, outra ótima defesa. Nos minutos finais do primeiro tempo, o Vasco tentou pressionar, mas só conseguiu um chute de Felipe Bastos que não levou perigo.

Os dois times voltaram sem alterações para o segundo tempo. E o primeiro lance de perigo aconteceu aos quatro minutos, quando Lodeiro recebeu na entrada da área e arriscou, mas a bola passou longe do gol defendido por Alessandro.

O Vasco tentou dar a resposta aos seis minutos em cabeçada de Dedé, após cobrança de escanteio, que passou muito perto da trave direita defendida por Jéfferson. No minuto seguinte, o Botafogo marcou o primeiro gol. Lodeiro bateu escanteio, Bruno Mendes desviou, o goleiro Alessandro defendeu parcialmente e Rafael Marques só empurrou para o gol. Foi o segundo gol do atacante com a camisa alvinegra.

O Vasco tentou dar uma resposta rápida e, aos nove minutos, Tenório só ajeitou para Carlos Alberto que se livrou da marcação, mas chutou fraco, para fora. O Botafogo marcou o segundo gol aos 13 minutos. Júlio César cruzou na área, o goleiro Alessandro rebateu mal e, Lodeiro, de perna direita, mandou a bola para as redes.

Insatisfeito, o técnico Paulo Autuori trocou o atacante Eder Luis pelo meia Pedro Ken, adiantando Carlos Alberto para formar a dupla de ataque com Tenório. Bernardo também entrou no lugar de Wendel, numa tentativa do treinador de dar mais força ofensiva ao time cruzmaltino.E em seu primeiro lance, Bernardo colocou Tenório na cara do gol, mas o goleiro Jéfferson evitou o gol do equatoriano. No rebote, Bernardo chutou e o goleiro alvinegro voltou a defender, evitando o gol.

Aos 16 minutos, a situação do Vasco se complicou ainda mais. Para evitar que a bola chegasse a Bruno Mendes, o goleiro Alessandro usou a mão, fora da área, e recebeu cartão vermelho. Para recompor a equipe, o técnico Paulo Autuori colocou o goleiro reserva Michel Alves no lugar de Tenório.

O domínio botafoguense era total e aos 27 minutos, o time dirigido por Oswaldo de Oliveira marcou o terceiro gol, acabando com qualquer chance de reação do adversário. Rafael Marques cruzou na área, Bruno Mendes dividiu com a zaga e Fellype Gabriel entrou para concluir.

Revoltada com mais uma fraca exibição da equipe, parte da torcida do Vasco ficou de costas para o gramado, enquanto outro grupo preferiu deixar o estádio. Nos minutos finais, a torcida do Botafogo gritou "eliminado" para a torcida adversária e depois saudou a boa exibição da sua equipe, com gritos de olé.

E o time alvinegro ainda teve a chance de anotar o quarto gol, aos 43 minutos, mas Lodeiro desperdiçou a oportunidade, ao chutar por cima, quando tinha tudo para marcar.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade