1 evento ao vivo

Seedorf decide, Botafogo vence Fluminense e assume a liderança

7 jul 2013
20h40
atualizado às 21h32

Um gol do meia holandês Seedorf, aos 39 minutos do segundo tempo, garantiu ao Botafogo a vitória por 1 a 0 sobre o Fluminense, no clássico disputado na noite deste domingo, na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata. O resultado fez a equipe alvinegra assumir a liderança isolada do Campeonato Brasileiro, com 13 pontos ganhos. O Fluminense é o quarto colocado, com nove pontos.

Um público pequeno compareceu ao novo estádio pernambucano e viu um jogo de poucas emoções. O Fluminense, que teve a volta de Fred, Jean e Cavalieri - que estavam na seleção brasileira - foi melhor na primeira etapa, mas o Botafogo melhorou no segundo tempo e acabou vencendo a partida, em lance isolado de Seedorf, que contou com a colaboração de Diego Cavalieri.

Na próxima rodada, o Botafogo vai encarar o Grêmio em Porto Alegre. O Fluminense vai receber o Internacional.

O jogo - O Fluminense começou a partida com maior posse de bola. E, logo aos três minutos, criou o primeiro problema para a defesa alvinegra. Após cruzamento de Bruno, Fred desviou de cabeça e Jéfferson defendeu com segurança.

O predomínio tricolor continuou, e, aos cinco minutos, Wagner dominou na esquerda e chutou com violência para o gol. A bola desviou em Marcelo Mattos e saiu, para alívio da torcida botafoguense. No time dirigido por Oswaldo de Oliveira, Seedorf tentava se movimentar por todos os lados do campo, mas era bem marcado pelos adversários.

Aos 11 minutos, o Fluminense criou nova chance. Bruno bateu lateral pela direita, a bola quicou no gramado e Rafael Sobis, entre os zagueiros, cabeceou para o gol, mas Jéfferson se esticou e mandou para escanteio.O Botafogo tentava trocar passes e descobrir espaços na defesa tricolor, mas não encontrava facilidade para manobrar e não criava qualquer lance de perigo para o gol defendido por Diego Cavalieri.

Aos 21 minutos, novamente Jéfferson brilhou. O goleiro do Botafogo espalmou para escanteio um chute do lateral Bruno, que tinha endereço certo.

Só aos 25 minutos é que o ataque alvinegro apareceu com relativo perigo na área do Fluminense. Seedorf investiu pela direita e cruzou para Rafael Marques. O atacante completou de canela e fez a bola passar bem longe do gol de Diego Cavalieri.

O pequeno público já mostrava sua insatisfação com o desempenho das duas equipes, vaiando as jogadas mais bisonhas. Só aos 37 minutos é que a torcida voltou a se agitar. Rafael Sobis cruzou na área, e o zagueiro Gum cabeceou com perigo, mas a bola encobriu o travessão.

E o Botafogo, que vinha tendo um desempenho muito fraco, tentou resolver seus problemas ofensivos em jogada individual. Júlio César arrancou pela esquerda, se livrou de Bruno, mas foi bloqueado por Gum, dentro da grande área, quando preparava a conclusão.

As duas equipes voltaram para o segundo tempo sem modificações, e o Botafogo voltou com uma postura diferente. Aos dois minutos, o Alvinegro criou a primeira oportunidade de gol. Seedorf fez ótimo passe para Rafael Marques, e o atacante acabou desarmado quando estava pronto para concluir. Marques pediu a marcação de um pênalti, mas a arbitragem mandou o jogo seguir.Aos nove minutos, Vitinho se livrou da marcação e mandou uma bomba que passou perto do ângulo direito de Diego Cavalieri. No minuto seguinte, o goleiro tricolor teve que se virar para evitar o primeiro gol alvinegro. Ele espalmou para escanteio uma bomba do zagueiro Dória.

O Fluminense parecia surpreendido com a nova postura do adversário, e encontrava muita dificuldade para fazer a marcação. A primeira grande chance da equipe tricolor no segundo tempo aconteceu aos 22 minutos. Rafael Sobis foi lançado entre os zagueiros, mas o goleiro Jéfferson saiu com precisão nos pés do atacante e aliviou o perigo. O lance animou a equipe dirigida por Abel Braga e Fred, muito discreto na partida, chutou com perigo pela primeira vez, mas a bola saiu.

Os dois times truncavam muito a partida no meio de campo, a marcação era intensa, e os lances de emoção cada vez mais raros. Aos 30 minutos, Lodeiro bateu da intermediária, e Diego Cavalieri fez uma defesa segura.

Aos 32 minutos, um torcedor invadiu o gramado, tirou uma foto com Fred e voltou correndo para a arquibancada.

O Fluminense melhorou um pouco de produção, e, aos 36 minutos, Rafael Sobis recebeu no mano a mano com Marcelo Mattos e decidiu chutar, quando a torcida esperava que ele tentasse o drible sobre o último homem. A bola acabou saindo.

E o Botafogo marcou o primeiro gol aos 39 minutos. Seedorf arriscou de longe, a bola quicou no gramado e traiu Diego Cavalieri, que ainda espalmou, mas não conseguiu evitar a festa alvinegra.

O técnico Abel Braga trocou o meia Wagner pelo atacante Samuel, mas o Botafogo seguiu com o controle da partida e ainda perdeu uma boa chance para ampliar, quando Elias recebeu livre e bateu cruzado, mas a bola saiu. Oswaldo de Oliveira ainda colocou o zagueiro André Bahia no lugar de Seedorf para segurar o marcador, e alcançou seu objetivo, já que sua equipe não correu mais riscos até o final da partida.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade