publicidade
06 de janeiro de 2014 • 12h11 • atualizado às 13h25

Técnico do Botafogo vê pré-Libertadores como decisão mais importante do ano

''Se passarmos, o ano é uma coisa; se não, é outra'', afirmou Eduardo Húngaro
Foto: Mauro Pimentel / Terra
  • Marcus Vinicius Pinto
    Direto do Rio de Janeiro
 

O Botafogo vai trabalhar em duas frentes neste mês de janeiro. Parte do elenco vai pensar apenas no Campeonato Carioca, enquanto a outra metade concentra os esforços na Copa Libertadores da América. É o que garante o técnico Eduardo Húngaro, que assumiu a equipe na reapresentação dos jogadores em General Severiano nesta segunda-feira.

"Temos jogadores no grupo que se apresentaram mais cedo e que podem disputar vaga no time que vai jogar a Libertadores. Mas não se pode negar que o jogo contra o Deportivo Quito é o mais importante do ano. Se passarmos, o ano é uma coisa; se não, é outra", disse Húngaro, na primeira semana efetiva como treinador do time profissional.

Os confrontos contra o Deportivo Quito acontecem pela primeira fase da Copa Libertadores, a chamada "pré-Libertadores", e valem ao vencedor uma vaga na fase de grupos. Os cariocas medem forças com os equatorianos nos dias 28 de janeiro e 6 de fevereiro.

Húngaro disse que a diretoria está trabalhando para que os reforços possam chegar a curto prazo. "Claro que o ideal é termos reforços o quanto antes, mas nenhum clube brasileiro neste momento tem o elenco fechado", disse.

Nomes como Airton, Bolatti e Rodrigo Souto estão em negociação. "Também estamos trabalhando com nomes para o ataque para que o elenco seja o mais equilibrado possível".

Sobre Seedorf, ausente na reapresentação do elenco nesta segunda, Eduardo Húngaro disse que, em breve, a direção vai dar mais detalhes sobre a data de chegada do craque holandês. "Mas não me preocupa, porque é um profissional, está treinando. Só que ele tem outros compromissos e todos nós já sabíamos", disse.

E é em cima de nomes de peso como Seedorf, Jéfferson, Bolívar e Jorge Wagner que Húngaro trabalha para que o Botafogo possa passar pelo Deportivo Quito e chegar à fase de grupos. "Não vai ser por falta de experiência que vamos ficar de fora da Libertadores. Estamos trabalhando forte desde o começo, conversando com jogadores, porque sabemos que não podemos errar", disse o técnico, que já começou a estudar ao adversário do próximo dia 29, em Quito.

O elenco do Botafogo volta a trabalhar nesta terça em General Severiano. No sábado, viaja a Saquarema (RJ), onde dá sequencia à pré-temporada.

Terra