2 eventos ao vivo

Presidente do Bragantino garante manutenção do elenco para Série B

23 abr 2013
20h52

Com a 11ª colocação na primeira fase do Campeonato Paulista, o Bragantino dificilmente vai disputar o Torneio do Interior, já que para entrar na competição, o Massa Bruta precisa torcer pela vitória do Penapolense sobre o São Paulo, além do triunfo da Ponte Preta diante do Corinthians. Desta forma, a diretoria da equipe de Bragança Paulista jpa começou a traçar o planejamento para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série B.

"Vamos tentar manter o grupo, usar essa base. No ano passado desmanchamos o time e remontamos. Acabou não dando muito certo. Já disse ao Mazola (técnico) que não quero mudar muito. Vamos trazer quatro ou cinco jogadores e se alguém receber uma proposta boa, não vamos segurar nenhum jogador", explicou o presidente Marquinho Chedid à 102 FM, de Bragança Paulista.

O mandatário aprovou o desempenho de seu elenco no Estadual, portanto, deve apenas fortalecer o grupo, com a chegada de algumas contratações pontuais. O treinador Mazola Júnior, por sua vez, endossa o discurso adotado por Chedid, alegando que o clima entre os jogadores do Bragantino é muito bom para se trabalhar.

"Em quatro meses de trabalho, não houve um problema no grupo. Isso é muito raro no futebol brasileiro. Tirando os jogos contra Mirassol e Atlético Sorocaba, esses atletas deixaram tudo no gramado. Foram até onde podiam ir", ressaltou o treinador.

O foco do Bragantino neste momento deve ser a Copa do Brasil, na qual o Massa Bruta encara a Ponte Preta na segunda fase, mas a diretoria do clube já corre para regularizar a situação de seus jogadores. Oito atletas encerram o contrato no próximo mês e ainda aguardam uma definição: o goleiro Gilvan, os zagueiros André Astorga, Raphael Andrade e Toninho, os volantes Preto e Moisés, o meia Matheus e o atacante Malaquias.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade