0

Em Brasil x Portugal esvaziado, Felipão testa reservas em jogo mais duro

Contra Austrália, substitutos dos jogadores lesionados se saíram bem. Nesta terça, Seleção terá um adversário mais forte, mas sem o craque Cristiano Ronaldo e com a cabeça nas Eliminatórias

10 set 2013
07h42
atualizado às 07h49
  • separator
  • 0
  • comentários

O Brasil com quatro desfalques e Portugal sem a sua maior estrela se enfrentam nesta terça-feira, em Boston, em um confronto que vale para Luiz Felipe Scolari observar alternativas em seu time titular e para Paulo Bento manter a estabilidade antes dos jogos que realmente interessam nas Eliminatórias. O jogo, que começará às 22h (de Brasília), terá acompanhamento minuto a minuto do Terra.

<p>Recuperado de lesão, Oscar deve sair jogando na vaga de Bernard</p>
Recuperado de lesão, Oscar deve sair jogando na vaga de Bernard
Foto: Mowa Press / Divulgação

Se a goleada por 6 a 0 sobre a Austrália, no último sábado, tem que ser relevada pela fragilidade demonstrada pelos adversários em Brasília, contra um rival de melhor nível Felipão terá uma visão mais apurada de uma alternativa ao time que ganhou a Copa das Confederações. A dinâmica de jogo apresentada e os reservas empolgaram o treinador e abriram seu horizonte na busca por um time ideal para 2014.

Maicon e Jô estão mantidos, mas Felipão não quis adiantar como formará o meio-campo. A tendência, de acordo com o treinamento, é de que Oscar entre no lugar de Bernard e permita o treinador a observar mais uma vez Luiz Gustavo como cabeça-de-área fixo e Paulinho e Ramires uma linha à frente, com mais liberdade para atacar.

A oportunidade de avaliação só não será perfeita por causa da ausência de Cristiano Ronaldo, lesionado. “É a mesma coisa que o Brasil perder o Neymar. Falta um que normalmente é o melhor. Para nós seria melhor que jogasse porque seria um jogador a mais para dificultar nossa possível vitória”, argumentou Felipão.

O peso de não ter seu astro é maior para Portugal do que o Brasil sofrerá por não ter Daniel Alves, Marcelo, Hulk e Fred. Contra os australianos, os reservas mostraram bom futebol e, pressionados a se destacarem para continuar no grupo, elevaram a motivação do time em um amistoso. Felipão quer o mesmo diante dos portugueses.

<p>Machucado, Cristiano Ronaldo está fora do amistoso com o Brasil</p>
Machucado, Cristiano Ronaldo está fora do amistoso com o Brasil
Foto: AP

“Não temos jogos oficiais, então temos que fazer amistosos com a ideia de 3 pontos. Jogamos com a Austrália desta forma. Os jogadores lutam por uma posição, tem mais cinco jogos neste ano e todos são muito importantes”, disse Felipão.

Para Portugal, o mais importante é não perder o foco antes dos duelos decisivos pelas Eliminatórias em outubro. Ameaçado de ir à repescagem, o técnico Paulo Bento evita falar em um jogo fora de hora, mas uma derrota diante do Brasil pouco será lembrada em caso de sucesso na missão. Assim como os elogios por vencer serão anulados em caso de fracasso na busca por uma vaga na Copa do Mundo de 2014.

“Vamos tentar abordar a partida dentro daquilo que é a nossa forma de jogar. É uma equipe que não tem a ver com as que vamos jogar. Não é contexto igual do dia 11 e 15 de outubro”, disse em comparação aos duelos contra Israel e Luxemburgo.

 

FICHA TÉCNICA 
BRASIL X PORTUGAL

Local: Gillette Stadium, Foxborough (Estados Unidos) 
Data: 10 de setembro de 2013, terça-feira
Hora: 22h (de Brasília) 

BRASIL: Julio César; Maicon, Thiago Silva, David Luiz e Maxwell; Luiz Gustavo, Paulinho e Ramires; Oscar (Bernard), Jô e Neymar
Técnico: Luiz Felipe Scolari

PORTUGAL: Rui Patrício; João Pereira, Bruno Alves, Pepe e Fábio Coentrão; Rúben Amorim, Miguel Veloso, João Moutinho e Nani: Nelson Oliveira e Hélder Postiga 
Técnico: Paulo Bento

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade