2 eventos ao vivo

Perto de vaga, Brasil fica entre freguês e último algoz

19 jun 2014
08h39
  • separator
  • 0
  • comentários

Muito próximo de conseguir uma classificação para a próxima fase da Copa do Mundo, a Seleção Brasileira já conhece, após os resultados desta quarta-feira em que a atual campeã Espanha deu adeus ao torneio, quem poderá enfrentá-la nas oitavas de final. O panorama coloca na frente da equipe verde e amarela, um freguês histórico e o último algoz, no qual o time já viveu glórias e tristezas ao longo dos anos no Mundial.

<p>Com eliminação espanhola, Felipão já sabe que pode encarar holandeses e chilenos caso se classifique para as oitavas de final</p>
Com eliminação espanhola, Felipão já sabe que pode encarar holandeses e chilenos caso se classifique para as oitavas de final
Foto: Getty Images

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

A equipe de Luiz Felipe Scolari só tem chances de ficar de fora das oitavas caso perca para a já eliminada seleção de Camarões, o que é muito difícil que aconteça já que o time africano chegará para partida com a motivação baixa e muito provavelmente sem sua principal estrela: o centroavante Samuel Eto'o, companheiro de Willian, Ramires e Oscar no Chelsea.

Com esse panorama e já sabendo qual adversário poderá enfrentar já que os duelos da última rodada do grupo B (de onde sairá o adversário do Brasil) acontecem antes da partida contra os camaroneses, a equipe de Felipão já pode começar a traçar a rota para ver se é mais vantajoso encarar Holanda ou Chile, que decidirão quem fica em primeiro e quem fica em segundo em sua chave.

Brasileiros nunca perderam para os chilenos em Copa do Mundo, como em partida de 1998 (foto)
Brasileiros nunca perderam para os chilenos em Copa do Mundo, como em partida de 1998 (foto)
Foto: Getty Images

Historicamente, o melhor rival seria o vizinho sul-americano. Ao todo foram três duelos com os chilenos e três vitórias com extrema facilidade em outras edições da Copa do Mundo. O primeiro jogo foi na semifinal da Copa do Mundo de 1962, na qual a equipe verde e amarela fez 4 a 2 nos donos da casa, com dois gols de Garrincha e dois de Vavá.

Depois, as equipe voltaram a se enfrentar nas oitavas de final do Mundial de 1998. Com um show de Ronaldo, os brasileiros fizeram 4 a 1 no rival sul-americano no torneio em que perderiam a final para a França. O último duelo aconteceu bem recente, na última Copa do Mundo. Em bela exibição de Robinho, o time dirigido por Dunga fez 3 a 0, no que seria sua última vitória na edição de 2010.

Já com a Holanda, o retrospecto em Copas do Mundo não é tão favorável como contra os chilenos. São duas vitórias e duas derrotas, todas em fases decisivas assim como com os sul-americanos. A primeira partida entre brasileiros e holandeses aconteceu no Mundial de 1974. Na ocasião, a Laranja Mecânica como era conhecido o time europeu não tomou conhecimento do tricampeão mundial, fez 2 a 0 e avançou à final.

Em partida marcada por falha de Júlio César no segundo gol, Brasil acabou eliminado para Holanda em 2010
Em partida marcada por falha de Júlio César no segundo gol, Brasil acabou eliminado para Holanda em 2010
Foto: Getty Images

As duas equipes voltariam a se enfrentar no Mundial de 1994. Em jogo marcado pela comemoração de Bebeto ao filho Matheus e pelo belo gol de falta de Branco, a Seleção dirigida pelo agora coordenador técnico Carlos Alberto Parreira fez 3 a 2, em partida que definiu a arrancada do Brasil rumo ao tetracampeonato. 

Quatro anos depois, já com Zagallo no comando, o Brasil suou mais para derrotar os holandeses na semifinal em 1998. Após empate no tempo normal, com gols de Ronaldo e Kluivert, o time verde e amarelo acabou eliminando os europeus nos pênaltis.

A revanche viria apenas em 2010. Nas quartas de final da última edição do Mundial, o Brasil saiu na frente, mas o meia Sneijder acabou aparecendo e tirando a Seleção, em jogo marcado pela falha de Júlio César no segundo gol holandês e pelo destempero de Felipe Melo, que acabou expulso da partida. 

Deixando a história de lado e pensando no presente, holandeses e chilenos chegam com um time bem modificado em relação ao de 2010. Os sul-americanos montaram um time com pegada depois da chegada de Jorge Sampaoli e, apesar de um esquema tático diferente, tem muitas semelhanças na forma de jogar com o que apresentou o Brasil na Copa das Confederações de 2013, principalmente por conta da marcação sob pressão. Já a Holanda, que chegou desacreditada no Mundial, vive uma fase exuberante na competição principalmente pelas atuações de Robben e Van Persie. 

Antes de conhecer seu adversário nas oitavas de final, veja o que o Brasil precisa para confirmar a classificação:

- Se vencer Camarões:
Brasil avança as oitavas sem depender do resultado de México x Croácia. Fica em primeiro lugar com vitória dos croatas ou empate. Em caso de vitória mexicana, precisa que o triunfo da equipe seja no máximo por um gol de vantagem a mais do que a vitória do Brasil sobre Camarões (ex.: Brasil 1 x 0 Camarões e México 2 x 0 Croácia)

- Se empatar com Camarões:
Brasil avança a próxima fase, mas ficará em segundo caso o duelo entre México e Croácia tenha um vencedor. Só passará de fase com a primeira colocação, caso os dois rivais empatem seu confronto. 

- Se perder para Camarões:
Único cenário que a classificação não está garantida. Um empate entre mexicanos e croatas elimina o Brasil. Se a Croácia vencer a partida, o Brasil terá de torcer para que sua derrota não seja por um placar muito maior do que a dos mexicanos (ex.: Brasil 0 x 2 Camarões e México 0 x 1 Croácia). Vitória do México põe a Seleção na próxima fase como segunda colocada do Grupo A.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade