2 eventos ao vivo

Brasil enxuga lágrimas para quebrar trauma das quartas

País foi eliminado nas últimas duas edições do Mundial na fase em que encontra a Colômbia, rival que tem apresentado um futebol mais seguro neste Mundial

4 jul 2014
06h41
  • separator
  • 0
  • comentários

Em uma semana em que seu estado emocional foi mais comentado do que o futebol irregular nesta Copa do Mundo, a Seleção enxuga as lágrimas derramadas após a sofrida vitória contra o Chile para quebrar uma barreira incômoda: a das quartas de final, fase em que parou nas últimas duas edições do Mundial. A adversária da partida das 17h (de Brasília), no Estádio Castelão, será a Colômbia, seleção sem grande tradição em Copas, mas que tem apresentado um futebol mais seguro do que o Brasil.

<p>Brasileiros durante cobrança de pênaltis contra o Chile; semana em que lado emocional ganhou mais destaque do que futebol irregular</p>
Brasileiros durante cobrança de pênaltis contra o Chile; semana em que lado emocional ganhou mais destaque do que futebol irregular
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

O balanço após a vitória nos pênaltis sobre os chilenos aponta que os donos da casa precisam colocar os nervos do lugar e melhorar o futebol. A semana de intervalo entre os jogos ficou marcada por turbulências na Granja Comary, com Felipão chamando seis jornalistas para um conversa em que admitiu ser necessária uma atenção ao lado emocional do time. No mesmo dia a psicóloga Regina Brandão chegou à concentração brasileira para dar continuidade ao seu trabalho.

A preocupação teve como origem a choradeira de jogadores durante a disputa de pênaltis. Júlio César caiu em lágrimas antes mesmo das cobranças, Neymar e David Luiz também não seguraram a emoção, e o capitão Thiago Silva se isolou dos companheiros e chorou copiosamente, atitude que provocou acalorados debates sobre a sua capacidade de liderança.

“Quando essas coisas são ditas, tem de olhar para o lado. O comandante (Felipão) está aqui e ele nunca me contestou com a atitude. Ninguém me conhece, não sabe como sou. Não tem de ligar para o que as pessoas falam. Tenho caráter dessa maneira. Sou emotivo, é a coisa mais natural do ser humano a emoção. Vejo pelo lado que não me atrapalha em campo. As pessoas estão falando um pouco de bobagem, para mim não atrapalha nada”, desabafou o zagueiro.

A discussão dos problemas emocionais em parte abafou o futebol inseguro do Brasil no torneio. O empate contra o Chile deixou dúvidas quanto às alternativas de jogo do Brasil. Fred pouco tocou na bola, a marcação nas laterais mais uma vez mostrou falhas e a criação em muitos momentos se limitou a ligações diretas, com Oscar sumido e Neymar bem marcado.

Durante a semana Felipão treinou a equipe para o jogo por apenas duas vezes, a última com portões fechados em Fortaleza. Confirmou Paulinho como substituto do suspenso Luiz Gustavo e fez testes inclusive de mudança de sistema, com Henrique no lugar de Fred formando um trio de zagueiros e deixando um ataque mais solto.

A opção só deve ser utilizada em eventualidades, assim como as escalações de Maicon e Ramires nos lugares de Daniel Alves e Hulk, também testadas. “Dependendo do andamento do jogo e do resultado no momento, é uma situação que podemos fazer, já que o Henrique tem essa habilidade para a posição. A princípio é uma opção”, disse Felipão.

Do outro lado o Brasil encontrará uma seleção com uma campanha até o momento perfeita, com quatro vitórias, 11 gols marcados e um estilo de jogo definido. Artilheiro com cinco, James Rodríguez para muitos é o melhor jogador da Copa. Seu companheiro Juan Cuadrado lidera a tabela de assistências com quatro.

Para o zagueiro Thiago Silva o espírito ofensivo do adversário pode ser uma vantagem para o Brasil. “Essa equipe que vem pra cima e joga é melhor. A Colômbia é diferenciada por esse aspecto. Isso ajuda teoricamente a nossa equipe porque fica mais aberto. Teoricamente podemos ter controle do jogo. É melhor jogar de igual pra igual. Podemos ter espaço para jogar”, disse.

De fato a Colômbia deve manter o sistema de jogo para enfrentar o Brasil. O técnico José Pekerman fechou todos os treinos da semana, mas a única dúvida está entre as escalações do meia Ibarbo ou do atacante Jackson Martinez. Esta foi a única variação promovida pelo treinador no time titular da primeira fase para as oitavas.

Os colombianos encaram a partida como a mais importante da história do futebol no país. Esta é a primeira vez que eles chegam às quartas de final, fase que tem virado tormento para o Brasil. O país-sede perdeu para França e Holanda nas últimas duas edições e, em caso de derrota, igualará sua pior sequência longe das semifinais, construída entre 1982 a 1990.

Diferente da outra vez que jogou e Fortaleza, quando os mexicanos fizeram muito mais barulho no Castelão, a expectativa é de que a torcida brasileira se sobressaia. A estimativa da secretaria local é de apenas 2 mil ingressos nas mãos de colombianosnúmero que deve aumentar um pouco com revendas. A torcida brasileira será formada em grande parte por turistas de passagem por Fortaleza.

Neymar x James Rodriguez Neymar x James Rodriguez

 

 

 

 

 

 

FICHA TÉCNICA
BRASIL X COLÔMBIA

Local: Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 4 de julho de 2014, sexta-feira
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Carlos Velasco Carballo (Espanha)
Assistentes: Roberto Alonso Fernandez e Juan Yuste (ambos da Espanha)

BRASIL: Júlio César; Daniel Alves, David Luiz, Thiago Silva e Marcelo; Fernandinho e Paulinho; Hulk, Neymar e Oscar; Fred Técnico: Luiz Felipe Scolari

COLÔMBIA: Ospina; Zuñiga, Zapata, Yepes e Armero; Sanchez, Aguilar, Cuadrado e James Rodríguez; Jackson Martínez (Ibarbo) e Teófilo Gutierrez Técnico: José Pekerman

 

SERVIÇO

A Fifa recomenda aos torcedores que cheguem cedo ao estádio. Para isso, algum planejamento será necessário. As ruas do entorno do estádio estarão bloqueadas pela Fifa, que restringirá ao máximo a circulação de veículos. Existe a possibilidade de protestos ao redor. A opção sugerida pela organização é o uso de ônibus. Veja como chegar ao estádio

TEMPO

A previsão para a tarde de terça-feira em Fortaleza é de calor e tempo aberto. Saiba mais sobre o tempo em Fortaleza aqui. 

TRÂNSITO

A recomendação do Comitê Organizador Local é que o torcedor vá de transporte público, mas caso você torcedor resolva ir de carro ou ônibus, acompanhe aqui as informações do trânsito em tempo real.

SAIBA QUAIS ITENS SÂO PROIBIDOS DE LEVAR AO ESTÁDIO

O torcedor que vai ao Castelão deve ficar atento aos itens que são proibidos nos estádios durante as partidas da Copa do Mundo de 2014. São eles:

- armas de qualquer tipo ou objetos que possibilitem a prática de violência;
- qualquer coisa que possa ser usada como arma ou para cortar, apunhalar ou esfaquear, ou como um projétil, especialmente guarda-chuvas longos ou guarda-sóis e outros objetos similares;
- garrafas, copos (exceto copos de plástico), jarras, latas ou qualquer outra forma de recipiente fechado, de qualquer tipo, que possa ser atirado e causar lesões, bem como outros objetos feitos de vidro ou qualquer outro material frágil, estilhaçável ou especialmente duro, embalagens Tetrapak ou caixas térmicas duras;
- fogos de artifício, sinalizadores, bombas e outros artifícios de fumaça e outros engenhos pirotécnicos ou dispositivos que produzam efeitos similares;
- líquidos de qualquer tipo (inclusive bebidas alcoólicas ou não), exceto se adquiridos dentro do Estádio, em copos de plástico, e em conformidade com os procedimentos de segurança aplicáveis aos Eventos;
- alimentos de qualquer tipo, exceto se adquiridos dentro do Estádio ou se forem alimentos especiais para diabéticos;
- narcóticos ou estimulantes;
- materiais relativos a causas ofensivas, racistas ou xenófobas, tema de caridade ou ideológico, incluindo mas não se limitando a cartazes, bandeiras, sinais, símbolos e folhetos, objetos ou roupas, que possam interferir com o aproveitamento do Evento por outros espectadores, tirar o foco desportivo do Evento ou que estimulem qualquer forma de discriminação;
- mastros de bandeiras ou de cartazes de qualquer tipo. Apenas mastros de plástico flexíveis e os chamados mastros duplos que não excedam 1 metro de comprimento e 1 cm de diâmetro e que não sejam feitos de material inflamável são permitidos;
- cartazes ou bandeiras maiores do que 2m x 1m50. Bandeiras e cartazes menores são permitidos, desde que sejam feitos de material considerado pouco inflamável, cumpram as regras e padrões nacionais e não sejam de outra forma proibidos nos termos deste Código de Conduta no Estádio;
- quaisquer tipos de animais, exceto os cães guia. Neste caso, o Visitante do Estádio que pretenda entrar no Estádio acompanhado de um cão guia dentro, deverá apresentar os documentos brasileiros originais, ou cópia autenticada dos mesmos, que (i) comprovem sua deficiência visual; e (ii) comprovem a qualificação do cão como cão guia, nos parâmetros estabelecidos pelas normas aplicáveis.
- quaisquer materiais promocionais ou comerciais, incluindo mas não se limitando a cartazes, bandeiras, sinais, símbolos e folhetos ou qualquer tipo de objeto, material ou roupa promocional ou comercial;
- bolas infláveis, tigelas e projéteis, independente do tamanho;
- latas de spray de gás, substâncias corrosivas, inflamáveis, tintas ou receptáculos contendo substâncias que são prejudiciais à saúde ou altamente inflamáveis. Isqueiros comuns de bolso para cigarros são permitidos;
- objetos volumosos tais como escadas, bancos, cadeiras dobráveis, caixas, recipientes de papelão, sacolas grandes, mochilas, malas e bolsas esportivas. “Volumoso” significa quaisquer objetos que sejam maiores do que 25cmx25cmx25cm e que não possam ser guardados embaixo dos assentos no Estádio;
- grandes quantidades de papel e/ou rolos de papel;
- instrumentos que produzam volume excessivo de barulho, tais como megafones, sirenes ou buzinas a gás;
- qualquer instrumento musical, independente do tamanho, inclusive vuvuzelas; - instrumentos que emitam raios laser, apontadores a laser ou instrumentos similares; - grandes quantidades de pó, farinha e substâncias similares;
- câmeras (exceto para uso privado e, neste caso, com apenas um conjunto de pilhas sobressalentes ou recarregáveis), quaisquer tipos de câmeras de vídeo ou outros equipamentos de gravação de som e vídeo;
- computadores pessoais e outros dispositivos (incluindo, por exemplo, laptops ou PC tablets) usados para os fins de transmissão ou disseminação de sons, imagens, descrições ou resultados dos eventos pela internet ou outros meios; e
- outros objetos que comprometam a segurança pública e/ou prejudiquem a reputação do Evento, conforme avaliação ao exclusivo critério das Autoridades da Copa do Mundo da Fifa

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade