5 eventos ao vivo

Rodríguez derruba Uruguai pós-Suárez e classifica Colômbia

28 jun 2014
18h51
atualizado às 21h33
  • separator
  • comentários

Com dois gols do jovem, mas decisivo James Rodríguez, a Colômbia acabou com as chances de superação do Uruguai pós-Luis Suárez. Na noite deste sábado, a equipe comandada por José Pekerman fez 2 a 0 no Maracanã, no Rio de Janeiro, para se tornar adversária do Brasil nas quartas de final da Copa do Mundo, derrubando qualquer chance de reação dos uruguaios e acabando com a possibilidade da volta do "Fantasma de 1950".

Jogadores da Colômbia saem em comemoração após o segundo gol contra o Uruguai
Jogadores da Colômbia saem em comemoração após o segundo gol contra o Uruguai
Foto: EITAN ABRAMOVICH / AFP

Veja como foi Colômbia x Uruguai

Rodríguez foi o melhor em campo e abriu caminho para a vitória com um golaço no primeiro tempo. O Uruguai, por sua vez, não teve seu principal destaque: Luis Suárez foi punido pela Fifa por morder Chiellini na vitória por 1 a 0 sobre a Itália, na primeira fase. Os jogadores prometiam superação no palco do Maracanaço da Copa de 1950, mas não resistiram à organização colombiana.

Com o resultado, a Colômbia se credencia a enfrentar o Brasil nas quartas de final da Copa do Mundo. Mais cedo, a Seleção Brasileira sofreu para derrotar o Chile em partida disputada no Mineirão, em Belo Horizonte: empatou por 1 a 1 e só levou a melhor nos pênaltis, por 3 a 2. As equipes jogam na sexta-feira, às 17h (de Brasília), no Castelão, em Fortaleza (CE).

Golaço de James e Uruguai apagado

Sem Luis Suárez,os uruguaios entraram em campo no Maracanã, palco do Maracanaço de 1950, para se engrandecer de novo em momento de dificuldade. Não foi o que se viu, no entanto. Com Forlán em campo, o time do técnico Oscar Tabárez não teve volume de jogo para ofuscar a talentosa e organizada Colômbia de José Pekerman, que dominou e abriu o placar com James Rodríguez, seu maior talento.

James Rodríguez, da Colômbia, controla a bola e dá um chute direto, deixando o goleiro do Uruguai, Muslera, sem chances de pegar o gol
James Rodríguez, da Colômbia, controla a bola e dá um chute direto, deixando o goleiro do Uruguai, Muslera, sem chances de pegar o gol
Foto: Julian Finney / Getty Images

Foi um golaço. A jogada começou aos 28min com toques pelo alto na intermediária, em que jogadores colombianos e uruguaios tentavam mandar à frente cabeçadas altas. Na terceira delas, Aguilar testou na direção de James, que estava de costas para o gol, mas ajeitou a bola no peito já fazendo o giro para, de primeira, chutar de perna esquerda. A bola surpreendeu o goleiro Muslera e tocou no travessão antes de entrar no gol e estufar as redes.

O primeiro tempo ainda teve bom chute de Zuniga aos 12min, obrigando Muslera a fazer a defesa em dois tempos, cobrança de falta perigosa de Cavani, para o Uruguai, aos 35min e grande defesa do colombiano Ospina aos 39min, em finalização de Gonzáles após sobra de bola na entrada da área. Houve, também, entradas duras e discussões frequentes entre os jogadores, algo que a arbitragem tentou controlar com rigor.

Reação tardia e festa colombiana

A Colômbia voltou ao segundo tempo ainda melhor em campo e logo pressionou o Uruguai, chegando ao segundo gol. Aos 5min, o time conseguiu bela troca de passes no ataque, fazendo com que a bola chegasse na ponta esquerda para Jackson Martínez, que cruzou na direita da área para Cuadrado, que, por sua vez, tocou para o meio, onde James Rodríguez apareceu livre para empurrar para dentro, em seu segundo tento no Maracanã.

James Rodriguez vibra após marcar o primeiro gol da Colômbia no jogo contra o Uruguai
James Rodriguez vibra após marcar o primeiro gol da Colômbia no jogo contra o Uruguai
Foto: Daniel Garcia / AFP

Os uruguaios ficaram perdidos em campo, então o técnico Oscar Tabárez fez duas alterações: colocou Stuani e Ramírez nos lugares de Forlán e Álvaro Pereira. O time melhorou, ajudado pela postura mais defensiva da Colômbia. Aos 20min, Rodríguez deu bom chute, mas Ospina fez a defesa. Aos 21min, o goleiro mergulhou para cortar cruzamento de Cavani. Aos 29min, ele quase foi surpreendido por cruzamento de Stuani que acabou pegando efeito e indo ao gol, mas conseguiu salvar.

A pressão do Uruguai poderia esquentar a partida e levar, com a superação esperada, ao empate, mas faltou eficiência ofensiva que, talvez, Suárez poderia dar. Ospina se destacou muito: ainda pegou chute a queima-roupa de Maxi Pereira aos 35min e finalização cruzada de Cavani aos 40min. Os uruguaios nada puderam fazer além de demonstrar nervosismo no final do jogo, com faltas duras e discussões. No palco do Maracanaço da Copa de 1950, a seleção deu adeus diante de uma talentosa Colômbia.

FICHA TÉCNICA 
COLÔMBIA 2 X 0 URUGUAI
Local:
Maracanã, Rio de Janeiro (RJ) 
Data: 28 de junho de 2014, sábado 
Horário: 17 horas (de Brasília) 
Árbitro: Björn Kuipers (HOL) 
Assistentes: Sander Van Roekel e Erwin Zeinstra (ambos da Holanda) 
Público:  73.804 torcedores 
Cartões amarelos: Armero (Colômbia), Giménez e Lugano (Uruguai) 
Gols:COLÔMBIA: James Rodríguez, aos 27 minutos do primeiro tempo, e aos 5 minutos do segundo tempo
COLÔMBIA: Ospina, Zuniga, Zapata, Yepes e Armero; Sanchez, Aguilar, Cuadrado (Guarín) e James Rodriguez (Ramos); Martinez e Gutierrez (Mejía) 
Técnico: José Pekerman
URUGUAI: Muslera, Caceres, Gimenez, Godin e Alvaro Pereira (Ramírez); Arevalo, Maxi Pereira, Gonzalez (Abel Hernandez) e Cristian Rodriguez; Forlan (Stuani) e Cavani 
Técnico: Óscar Tabárez

Fonte: Terra
  • separator
  • comentários
publicidade