PUBLICIDADE

Com confusão na chegada, Ana Marcela vence Travessia dos Fortes

3 abr 2011 11h10
| atualizado em 4/4/2011 às 15h46
Publicidade

Com duas chegadas bastante acirradas, a Travessia dos Fortes acabou nas mãos de Ana Marcela, no feminino, e Samuel de Bona, no masculino. Em prova disputada neste domingo entre os Fortes de Copacabana e do Leme, no Rio de Janeiro, ambos os resultados tiveram de ser revistos antes da confirmação oficial.

Ana Marcela, que já havia vencido a competição em 2006 com apenas 14 anos, liderou toda prova ao lado de Poliana Okimoto. Após trocar braçadas e cabeçadas com Okimoto nos metros finais, a nadadora decidiu a competição com um tapa no pórtico de chegada. Sua rival alcançou a estrutura antes, mas só entrou em contato com a base dela, o que invalidou a vitória.

Entre os homens, a chegada também guardou emoções até o último segundo. Depois de puxar o pelotão por grande parte da travessia, Alan do Carmo (campeão em 2009), ficou para trás, permitindo que outros atletas se aproximassem.

Luis Rogério Arapiraca, vencedor em 2010, que seguia na sua perseguião se posicionou para a vitória, mas Samuel de Bona encontrou um espaço e bateu primeiro a mão no pórtico inflável, garantido seu primeiro título na competição.

A Travessia dos Fortes acontece desde 2001 e tem um formato bem menor das maratonas aquáticas, onde são percorridos 10 km. Os atletas de elite nadaram 3.350 m, com uma temperatura de água um pouco abaixo do normal para a região.

Além dos profissionais, nadadores amadores encararam o desafio. Cerca de 2 mil atletas, entre homens e mulheres nadaram em um percurso com mesmo local de largada, mas chegada na praia, totalizando 3.500 m.

Terra

Colaborou com esta notícia o internauta José Carlos Pereira de Carvalho, do Rio de Janeiro (RJ), que participou do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra. Se você também quiser mandar fotos, textos ou vídeos, clique aqui.

Ana Marcela venceu pela segunda vez a competição no Rio de Janeiro
Ana Marcela venceu pela segunda vez a competição no Rio de Janeiro
Foto: Satiro Sodré/CBDA / Divulgação
vc repórter
Publicidade