0

Com pênalti aos 47 do 2º tempo, Grécia alcança classificação inédita

24 jun 2014
23h31

Samaras sofre e cobra o pênalti nos acréscimos e coloca a Grécia pela primeira vez na história nas oitavas de final. Empate classificaria a Costa do Marfim. Gregos enfrentam agora a Costa Rica.

A Grécia acertou três bolas na trave, marcou pela primeira vez dois gols e alcançou a inédita classificação às oitavas de final da Copa do Mundo. A partida desta terça-feira (24/06), em Fortaleza, teve emoção até o último lance e, com requintes de crueldade, os gregos anotaram o 2 a 1 aos 47 minutos do segundo tempo – e de pênalti. Agora, a Grécia enfrenta a outra surpresa desta Copa, a Costa Rica.

Parecia que não iria ser o dia da Grécia. Com menos de 25 minutos de jogo, os gregos já tiveram que queimar duas substituições. Aos 12, Kone sentiu uma fisgada na coxa e deu lugar ao meia-atacante Andreas Samaris. E aos 23, o goleiro Karzenis deixou o campo com fortes dores nas costas.

Para dar mais ênfase ao azar grego, Holebas, em um raro lance veloz da Grécia, disparou de fora da área e carimbou o travessão de Barry. A Grécia, que precisava da vitória para sonhar com a classificação, tentou em cobrança de falta aos 34, mas a finalização de Karagounis morreu nos braços do goleiro africano.

O jogo ganhou em emoção nos últimos cinco minutos. Aos 42, Samaras aproveitou bobeada do volante Tioté, roubou a bola e rolou para Samaris abrir o marcador. Pela primeira vez na história, a Grécia ficou na frente do placar em uma partida de Copa do Mundo.

Na segunda etapa, a Costa do Marfim partiu para cima, mas teve grandes dificuldades para criar chances claras de gol e ainda deixou muitos espaços na retaguarda. A Grécia soube aproveitar os contra-ataques. Aos oito, Christodoulopoulos quase ampliou com um chute cruzado; aos 13, Salpingidis exigiu grande defesa de Barry; aos 22, Karagounis soltou a bomba de longe, mas mais uma vez o travessão salvou os marfinenses.

E na primeira vez que conseguiu abrir a defesa grega, Gervinho e Bony tabelaram na entrada da área, e o atacante do Swansea, da Inglaterra, finalizou de primeira para colocar os marfinenses de volta à segunda colocação do grupo.

Aos 34 minutos, a Grécia acertou pela terceira vez a trave de Barry, após cruzamento de Torosidis da direita. Faltando três minutos, Salpingidis perdeu outra grande chance, mas o seu chute cruzado não encontrou o pé salvador de nenhum companheiro.

Mas aos 46 minutos, Samaras sofreu pênalti de Sio. O próprio atacante cobrou e garantiu a inédita classificação grega às oitavas de final. Após o apito final, choro por parte dos jogadores africanos. O goleiro Barry estava inconsolável, e Samaras, o autor do gol que os eliminou, tentava confortá-lo.

A Grécia enfrenta a Costa Rica no próximo domingo (29/06), no Recife, em um confronto que poucos projetaram no início do Mundial.

Ficha técnica

Grécia 2 x 1 Costa do Marfim

Local: Estádio Castelão, Fortaleza

Arbitragem: Carlos Vera (Equador), auxiliado por seus compatriotas Christian Lescano e Byron Romero.

Gols: Andreas Samaris (42'/1T), Wilfried Bony (28'/2T), Gerorgios Samaras (47'/2T)

Cartões amarelos: Didier Drogba (37'/1T), Salomon Kalou (16'/2T), Serey Die (24'/2T)

Grécia: Orestis Karzenis (Panagiotis Glykos 24'/1T); Vasileios Torosidis, Konstantinos Manolas, Sokratis Papastathopoulos, Jose Holebas; Georgios Karagounis (Theofanis Gekas 33'/2T), Ioannis Maniatis, Lazaros Christodoulopoulos, Panagiotis Kone (Andreas Samaris 12'/1T), Georgios Samaras; Dimitrios Salpingidis. Técnico: Fernando Santos.

Costa do Marfim: Boubacar Barry; Serge Aurier, Kolo Touré, Souleymane Bamba, Arthur Boka; Ismael Tioté (Wilfried Bony 15'/2T), Serey Die, Yaya Touré; Salomon Kalou, Gervinho (Giovanni Sio 37'/2T) e Didier Drogba (Ismaël Diomandé 33'/2T). Técnico: Sabri Lamouchi.

Deutsche Welle A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.
publicidade