0

Com "concorrência" de Santos x Barça, Seleção pede torcida com radinhos

17 dez 2011
11h09
Felipe Held
Direto de São Paulo

A Seleção Brasileira até tentou alterar o horário da decisão de quinto lugar do Campeonato Mundial feminino de handebol, mas não obteve o resultado positivo da Federação Internacional (IHF). Assim, o time comandado por Morten Soubak encerrará a participação no Ginásio do Ibirapuera contra a Rússia, às 9h (de Brasília) de domingo, com uma "desleal" concorrência: a decisão do Mundial de Clubes da Fifa, entre Santos, de Neymar, e Barcelona, do argentino Lionel Messi.

» Veja conquistas amorosas dos atletas que podem brilhar em Londres
» Confira os brasileiros que já garantiram vaga nos Jogos de Londres

Brasil x Rússia, que decidirão o quinto lugar do Mundial de handebol, abrem a programação de domingo às 9h. Curiosamente, um jogo com menos apelo será realizado na sequência: Angola e Croácia, pela disputa do sétimo e do oitavo posto, às 11h45 - horário no qual a final do Mundial de Clubes já haverá terminado. Temendo um Ginásio do Ibirapuera vazio na manhã dominical, a Confederação Brasileira de Handebol (CBHb) fez um pedido formal para a mudança de horário, mas obteve um não como resposta.

Inicialmente, a IHF alegou a importância da disputa de sétimo e oitavo lugar para a definição do sexto e último classificado para o Pré-Olímpico. Entretanto, como Brasil e Noruega já têm vaga garantida em Londres, as seis vagas para a repescagem olímpica seriam distribuídas sem a necessidade do sétimo ou oitavo colocado. Em seguida, foi usada a justificativa de que a transmissão televisiva via-satélite de Croácia x Angola não poderia sofrer alterações.

Fadadas a entrarem em quadra durante o embate entre Neymar e Messi, marcado para ter início às 8h30 de domingo, as jogadoras da Seleção Brasileira tentaram se conformar com um ginásio pouco apinhado. Contudo, as atletas ao menos fizeram um apelo. Que o diga a ponta Alexandra.

"Acho que podemos trazer um bom público, sim, pois percebemos que conseguimos um grande carinho da torcida durante o Mundial. Mas senão o torcedor pode vir para o Ibirapuera e deixar o jogo do Santos gravando na TV. Ou até trazer um 'radinho' de pilha para o ginásio e ouvir de vez em quando", brincou a camisa 3, sorridente, mas que também mostrou o lado sério.

"Não podemos depender do público para jogar bem ou não. Somos profissionais e às 9h estaremos na quadra", prometeu a ponteira, apoiada pela pivô Dara. "É complicado, o Santos também é um brasileiro em uma final importante, mas acredito que nossos fãs vão comparecer e nos dar uma ajuda legal", apontou.

Com ou sem torcida, Brasil e Rússia se enfrentam pelo quinto posto do Mundial de handebol, abrindo a programação do dia final do torneio em São Paulo. A decisão, entre França e Noruega, fechará o campeonato no Ginásio do Ibirapuera a partir das 17h15 (de Brasília).

Alexandra quer bastante torcida no ginásio, apesar de Brasil jogar ao mesmo tempo do duelo Neymar x Messi
Alexandra quer bastante torcida no ginásio, apesar de Brasil jogar ao mesmo tempo do duelo Neymar x Messi
Foto: Edson Lopes Jr. / Terra
Fonte: Terra
publicidade