PUBLICIDADE

Consórcio formado por Queiroz Galvão e OAS assume obras do Deodoro

3 jun 2014 21h12
Publicidade

Sem concorrência, o consórcio formado pelas empresas Queiroz Galvão e OAS venceu a licitação que a torna responsável pela construção e reforma da Região Norte do Complexo Esportivo de Deodoro, no Rio de Janeiro.

O grupo ofereceu o valor de R$ 643.707.225,70. Toda a documentação terminou de ser aprovada apenas nesta terça-feira, quando foi confirmada que a licitação iria para tal consórcio.

Esta parte do Complexo Esportivo Deodoro engloba a pista de Mountain Bike, a pista de BMX, o Centro Nacional de Tiro Esportivo, a Arena de Rúgbi, o Combinado de Pentatlo Moderno e o Estádio de Canoagem Slalom, além da Arena Deodoro, o Centro de Hóquei sobre Grama e a piscina do Pentatlo Moderno.

A próxima licitação a ser definida é a da Região Sul do Complexo. Três empresas ofereceram propostas: Ibeg Engenharia e Construções Ltda., Porto Belo Engenharia e Comércio Ltda. e Sanerio Construções Ltda.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade