0

Assim como no 6 a 1, Corinthians vai enfrentar o São Paulo com reservas

10 fev 2016
18h27
  • separator
  • 0
  • comentários

O Corinthians novamente não terá a sua formação considerada titular em um clássico contra o São Paulo disputado em Itaquera. Assim como ocorreu na histórica goleada por 6 a 1 sobre o rival, no dia em que recebeu o troféu de campeão brasileiro de 2015, o time de Tite contará com uma série de reservas no gramado da Zona Leste paulistana.

Desta vez, a justificativa do técnico gaúcho é a sequência de jogos que o Corinthians enfrentará. A equipe (também com alguns suplentes) jogará contra o Capivariano na noite desta quinta-feira, em casa, encontrará o São Paulo no fim de semana e estreará na Copa Libertadores da América diante do Cobresal, na quarta-feira que vem, no Chile.

“Serão três jogos em seis dias. Se o seu técnico coloca a mesma equipe nos três, peça para demiti-lo, porque é irresponsável”, argumentou Tite, poupado pela diretoria do Corinthians mesmo quando as derrotas foram o preço da recorrente decisão de preservar atletas para a Libertadores. “Queria repetir o time, mas os médicos e fisiologistas dizem que há o risco de lesão.”

Dessa maneira, o lateral direito Fagner, o zagueiro Yago, os volantes Bruno Henrique e Elias, o meia Rodriguinho e o atacante Lucca não enfrentarão o Capivariano. A tendência é que o rodízio envolva o defensor Felipe, o lateral esquerdo Uendel, o ponta paraguaio Ángel Romero e o meia improvisado como centroavante Danilo diante do São Paulo.

Com tantas mudanças, Tite aproveitará para observar melhor alguns reforços – o zagueiro Vilson, o volante Willians e os meias Guilherme e Marlone serão titulares na quinta-feira, enquanto o armador Giovanni Augusto ficará à disposição no banco de suplentes –, além do novato meio-campista Maycon.

Sem temer o desentrosamento, Tite só não quer falar ainda sobre as semelhanças entre o Majestoso do fim de semana e o último, que terminou com 6 a 1 para os reservas corintianos. “Guardem a pergunta, que responderei na sexta-feira. Mas já adianto que são situações atípicas”, desconversou. “O São Paulo está forte. O São Paulo está forte”, respeitou, em seguida.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade