1 evento ao vivo
Logo do Mundial de Clubes
Foto: terra

Mundial de Clubes

Cássio fecha gol com 6 defesas incríveis e entra no hall de heróis

16 dez 2012
10h26
atualizado às 14h57
  • separator
  • comentários

O goleiro Cássio se consolidou neste domingo em Yokokohama como um dos heróis da história do Corinthians. Depois da defesa histórica diante do Vasco pelas quartas de final da Copa Libertadores, o camisa 12 fez seis defesas incríveis, parando a defesa do Chelsea e ajudando o time alvinegro a conquistar o bicampeonato na vitória por 1 a 0.

Cássio foi um dos principais protagonistas do título corintiano no Japão
Cássio foi um dos principais protagonistas do título corintiano no Japão
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

» Com lágrimas e festa, Gaviões vão à loucura com título corintiano
» Guerrero decide de novo, Corinthians derruba Chelsea e é bi mundial

Nascido em 6 de junho de 1987, em Veranópilis (RS), Cássio vive o melhor momento da carreira, chegando a inclusive a ser chamado pelo técnico Mano Menezes.

Foi contratado pelo Corinthians neste ano ainda como um "desconhecido", após ter sido revelado pelo Grêmio e ter uma passagem discreta pelo PSV Eindhoven.

No time alvinegro, estreou como titular apenas nas oitavas de final da Libertadores contra o Emelec, após Júlio César ter sido considerado culpado pela eliminação do Campeonato Paulista diante da Ponte Preta.

Desde então, é o titular absoluto da meta corintiana. Com as defesas do Mundial e da Libertadores, Cássio se junta aos heróis do gol corintiano, como Ronaldo, Dida, Tobias e Gilmar dos Santos Neves.

Seis defesas

Aos 11 min da primeira etapa, em um escanteio, o zagueiro Cahill teve duas chances de colocar a bola para dentro do gol, mas Cássio fez duas defesas, sendo uma delas parando a bola na linha do gol corintiano.

No primeiro tempo, o Chelsea chegou a ter mais domínio do meio de campo e aos 37 min Torres saiu livre pela esquerda e tocou para grande defesa de Cássio. Dois minutos depois, a defesa corintiana deixou uma avenida na ala direita para Moses chutar forte em diagonal, mas novamente o camisa 12 tocou para escanteio.

O Chelsea voltou a assustar novamente ainda no final do primeiro tempo. Após troca de passes, o espanhol Juan Mata recebeu e chutou forte da entrada da área, mas Cássio foi seguro e não soltou a bola para os atacantes do clube inglês.

No segundo tempo, o Corinthians foi amplamente superior. No entanto, aos 8 min, Hazard saiu pela esquerda e estava a ponto de chutar com perigo, porém Cássio conseguiu dividir, fazer a bola bater no belga e sair para tiro de meta.

O gol da vitória corintiana saiu aos 23 min do segundo tempo com o peruano Guerrero. E o empate só não saiu por causa do Cássio.

Aos 40 min, a defesa vacilou e Torres chutou para nova defesa incrível de Cássio. Após a defesa, a torcida se rendeu e gritou: "Cássio, Cássio..."

A única bola que entrou na meta corintiana foi nos acréscimos. Fernando Torres conseguiu superar Cássio de cabeça, mas a arbitragem marcou impedimento.

Após o apito final do árbitro turco Cuneyt Cakir, todos os jogadores foram em direção ao goleiro Cássio para comemorar o bicampeonato mundial.

Fonte: Terra
  • separator
  • comentários
publicidade