0

Corinthians quebra "tabu dos campeões" e ganha força rumo à taça

24 mai 2012
08h02
atualizado às 09h08
Diego Garcia
Direto de São Paulo

A vitória contra o Vasco por 1 a 0 nesta quarta-feira, no Estádio do Pacaembu, pelas quartas de final da Copa Libertadores da América, representou muito mais do que a classificação às semifinais da competição para o Corinthians. Isso, porque a equipe quebrou um tabu histórico, que dá moral ao elenco para seguir firme rumo à conquista de um título inédito na história do clube.

» Veja opções de jogadores para o seu time repatriar no Brasileiro

Jamais o Corinthians havia eliminado um clube campeão de Libertadores ao longo de todas as 10 vezes que participou do certame continental. Pior: a equipe sempre sucumbia quando encarava um clube com tradição no torneio, e dava adeus assim que se deparava com um ex-campeão pelo caminho.

Foi assim, por exemplo, em 1991, quando o Corinthians foi eliminado pelo Boca Juniors na etapa de oitavas de final. O fracasso se repetiu cinco anos depois, contra o Grêmio, nas quartas. Já em 2000, a derrota contra o Palmeiras - campeão no ano anterior, com triunfo em cima do mesmo time corintiano na trajetória - aumentou o retrospecto, assim como as duas eliminações contra o River Plate, em 2003 e 2006, e Flamengo, em 2010.

"Fico orgulhoso porque chego nessa etapa. É pouco para a história do Corinthians, queremos o título, mas não podemos desmerecer o trabalho dessa equipe. Melhor campanha do Paulista, jogamos mal no primeiro tempo e ficamos fora. Não dá para desconcentrar e baixar a guarda. É importante estarmos nessa fase", definiu o técnico Tite sobre a classificação.

O Corinthians chega à semifinal da Libertadores pela segunda vez em sua história, e terá pela frente agora o Santos, desde que o time praiano vença o Vélez Sársfield por dois gols de diferença na Vila Belmiro nesta quinta. Caso contrário, os corintianos encaram quem avançar de Universidad de Chile e Libertad. já que o Vélez seria obrigado pelo regulamento a enfrentar o Boca Juniors na outra semi.

Fonte: Terra
publicidade