0

Corinthians resolve no começo e avança na Copa do Brasil

3 set 2014
23h54
atualizado em 4/9/2014 às 00h18
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Bastaram vinte minutos para que o Corinthians deixasse sua situação confortável na Copa do Brasil. Depois de ser derrotada fora de casa por 1 a 0, a equipe paulistana fez seus gols no começo do primeiro tempo, superou o Bragantino por 3 a 1 em Itaquera nesta quarta-feira e carimbou sua presença nas quartas de final da competição nacional.

Renato Augusto teve grande atuação no triunfo corintiano
Renato Augusto teve grande atuação no triunfo corintiano
Foto: Mauro Horita/Agif / Gazeta Press

O adversário do Corinthians na próxima fase ainda não foi definido, mas pode envolver um clássico local. Palmeiras e Atlético-MG lutam pela vaga e a equipe mineira tem a vantagem, já que venceu o primeiro jogo no Pacaembu por 1 a 0. O duelo de volta ocorre nesta quinta-feira, às 20h.

Para a partida desta quarta-feira, o técnico Mano Menezes fez mudanças em sua equipe, já que não contou com Gil, que está na Seleção Brasileira, e Guerrero, que serve o Peru. Com isso, Anderson Martins e Felipe foram a dupla na defesa, enquanto Romero, Luciano e Romarinho formaram o ataque.

A escalação ofensiva deu bons frutos. Logo aos 2min, Renato Augusto abriu o placar ao completar cruzamento de Romarinho em belo chute de primeira. O meia, que parece ter deixado para trás os problemas físicos, mostrou que estava inspirado e tratou de construir a vitória corintiana.

Aos 15mn, o camisa 8 bateu escanteio na cabeça de Ralf, que testou para o fundo das redes do Bragantino. Cinco minutos depois, Renato Augusto voltou a ser "garçom" e, em nova cobrança de tiro de canto, cruzou para Felipe desviar.

A vantagem construída tão deu cedo deu a cara para o restante do primeiro tempo e a etapa complementar. Com a vantagem, o Corinthians atacava com calma e ficou perto do quarto gol em lance com Romarinho, que foi por cima do travessão aos 27min depois de cruzamento de Fábio Santos.

Já o Bragantino tentou buscar gols que deixariam a equipe ainda com esperanças de avançar, mas parou na boa atuação do goleiro Cássio. A boa situação permitiu até que Mano Menezes poupasse os jogadores mais desgastados, além de promover a volta de Petros, que atua sob a força de um efeito suspensivo que adiou a punição de seis meses fora dos gramados por empurrão em árbitro no clássico com o Santos.

Ainda houve tempo, entretanto, para que o Bragantino descontasse. Aos 44min, Geandro cobrou falta na área e Guilherme desviou de cabeça, sem chances para Cássio defender. A equipe visitante até tentou o gol que significaria a classificação, mas não superou a marcação anfitriã.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade