0

De bênção papal a "vai cair, porco", saiba como Guerrero salvou 1º teste

28 out 2012
07h31
atualizado às 09h22
Diego Garcia
Direto de São Paulo

O Corinthians fazia neste sábado, no Pacaembu, seu primeiro teste para a disputa do Mundial de Clubes da Fifa, que será disputado em dezembro, no Japão. Contra o Vasco, o técnico Tite mandou a campo força máxima - com exceção de Danilo e Emerson, desfalques no departamento médico - e viu o atacante Paolo Guerrero dar a vitória por 1 a 0 no segundo tempo, em duelo que teve desde "bênção papal" até histeria pelo revés do Palmeiras.

» Veja fotos e escolha a pior camisa alternativa dos times brasileiros
» Veja como eram os astros do futebol mundial na infância

Aos gritos de "vai cair, porco", a torcida do Corinthians fez uma verdadeira festa nos dois gols do Internacional no Beira-Rio diante do arquirrival alvinegro, que sucumbiu por 2 a 1 e ficou ainda mais perto do rebaixamento. Os dois tentos colorados anunciados nos alto-falantes do Pacaembu foram celebrados como um título pelos quase 27 mil corintianos, que deixaram o estádio paulistano sem sequer se lembrar do triunfo diante do Vasco.

E, no gramado do Estádio Paulo Machado de Carvalho, o que se viu foi um Corinthians sonolento no primeiro tempo, naquele que era considerado o primeiro da série de seis jogos que serão usados por Tite como teste da equipe titular para o Mundial. Antes do confronto, entretanto, o comandante recebeu até um pergaminho abênçoado pelo Papa Bento XVI, graças à ajuda de seu amigo padre Denilson Geraldo, responsável por entrar em contato com o Vaticano.

"O padre Denilson enviou o pedido ao Papa e pude ter esse desejo atendido. Foi um pergaminho enviado pelo Papa que chegou até mim", disse Tite, que negou que a carta abençoada pelo Papa tivesse qualquer pedido especial para a conquista da competição da Fifa a ser realizada em dezembro. "Isso será fruto do trabalho que temos feito ao longo de todo esse tempo e do esforço do grupo em busca do título", avisou o treinador.

Contra o Vasco, o Corinthians pode contar com quase toda sua força máxima, à exceção dos ainda lesionados Danilo e Emerson. O fato obrigou Tite a escalar um trio de ataque formado por Romarinho, Martínez e Guerrero, justamente os três que disputam - ao lado também de Jorge Henrique, que voltou recentemente do DM - a única vaga que resta no time titular, para formar o setor ofensivo com o autor dos dois gols da final da Libertadores deste ano.

E, no primeiro teste, melhor para Guerrero. O peruano - que é o preferido pelo técnico corintiano pela titularidade devido à sua experiência de 10 anos no futebol alemão - não fazia grande partida, mas aproveitou suas características de centroavante para abrir o placar no Pacaembu. Aos 13min do segundo tempo, Douglas bateu escanteio da esquerda, e o camisa 9 aproveitou bate e rebate na área para aparecer de surpresa e finalizar com força.

Foi o primeiro gol de Paolo Guerrero no Pacaembu, o terceiro com a camisa do Corinthians em 12 duelos - ele já havia marcado contra Botafogo e Náutico, ambos fora de casa. O atacante ganhou ainda mais moral para ser o titular do Mundial ao lado de Emerson e repetir o esquema tático usado por Tite na campanha do título brasileiro do ano passado, quando Liédson fazia o papel de centroavante, com Willian e Emerson abrindo mais pelas alas.

O comandante não pode repetir a formação na campanha da conquista da Libertadores, uma vez que Liédson sofreu com lesões e Adriano - contratado para ser titular no ataque - não vingou e deu adeus pela porta dos fundos. O titular da campanha continental foi Jorge Henrique, que atuou mais aberto pelas pontas e deixou Danilo centralizado. O número 23 do elenco, contudo, vem sofrendo no DM desde o fim da competição e não tem vaga garantida na primeira equipe.

Agora, o Corinthians terá outros testes para conseguir encontrar seu time ideal para faturar seu segundo Mundial de Clubes na história (foi campeão em 2000, no Brasil). No próximo fim de semana, a equipe encara o Atlético-GO, em Goiânia. Depois, os rivais serão Coritiba (em casa), Internacional (em Porto Alegre), Santos (no Pacaembu) e São Paulo (no Morumbi), no que serão os últimos duelos antes da competição do Japão. Tite ainda terá muito o que observar até lá.

Baixe gratuitamente o aplicativo Sigo meu Time e acompanhe seu time do coração

O atacante peruano fez o único gol do Corinthians na partida contra o Vasco, no último sábado
O atacante peruano fez o único gol do Corinthians na partida contra o Vasco, no último sábado
Foto: Léo Pinheiro / Terra
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade