1 evento ao vivo

Dedé nega falta de foco e culpa "excesso de confiança" por má fase

21 fev 2013
22h04
atualizado às 22h47
  • separator
  • 0
  • comentários

Protagonista de uma das principais novelas do mercado da bola, o zagueiro Dedé concedeu entrevista coletiva pela primeira vez na temporada. Sem se esquivar sobre as perguntas envolvendo o Corinthians, Dedé foi enfático ao dizer que está totalmente concentrado em ajudar o Vasco a conquistar o estadual.

<p>Ded&eacute; chegou a consultar a psc&oacute;loga do Vasco para enfrentar problemas</p>
Dedé chegou a consultar a pscóloga do Vasco para enfrentar problemas
Foto: Photocamera / Divulgação

"Era uma situação muito boa, pelo clube que é, um clube que tem grandeza. Mas todo mundo sabe que meu foco hoje está no Vasco. Só penso no Vasco. Disseram que isso atrapalhou, mas nunca passou pela minha cabeça sair daqui. O que atrapalhou foi meu excesso de confiança", sentenciou.

Um dos motivos que podem ter feito Dedé exagerar na confiança é ter se tornado capitão com a saída de Juninho Pernambucano. afirmando não ter sido afetado pela conquista do posto, o zagueiro destacou o papel de liderança exercido por outros jogadores experientes do elenco vascaíno.

"Não mudou nada. Não me via com o perfil ideal, mas tenho liderança e já tenho quatro anos de Vasco. É normal ter essa liderança. Muitos se sentem capitães, como Carlos Alberto e Wendel. São pessoas que têm experiência", elogiou o defensor, que disse que foi procurado até pela psicóloga do clube para saber se as razões da queda de rendimento.

Sem titubear, Dedé negou que as conversas com o Corinthians tenham interferido. "Conversei com a Maria Helena (psicóloga) e ela falou que estava me achando diferente, meio pensativo. Falei que não, que estava brincando como sempre. O problema foi mesmo autoconfiança, achar que poderia ajudar de uma forma que não tinha nada a ver, com a saída de bola, estava exagerando muito", analisou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade