0
Logo do Mundial de Clubes
Foto: terra

Mundial de Clubes

Herói do bi relembra defesas difíceis e rejeita rótulo de "São Cássio"

16 dez 2012
13h06
atualizado às 14h58
  • separator
  • comentários

Eleito o melhor em campo pela Fifa, o goleiro Cássio mostrou humildade e emoção com a vitória do Corinthians sobre o Chelsea, neste domingo, no Mundial de Clubes. Ao todo, foram seis intervenções do camisa 12, que não tomou gols em dois jogos na competição. O arqueiro ainda rejeitou o rótulo de santo por conta da atuação em Yokohama, no Japão. 

» Com lágrimas e festa, Gaviões vão à loucura com título corintiano
» Guerrero decide de novo, Corinthians derruba Chelsea e é bi mundial

Melhor jogador do torneio e herói da final, Cássio embala festa alvinegra 
Melhor jogador do torneio e herói da final, Cássio embala festa alvinegra 
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

"Não tem essa de 'São Cássio'. Tenho títulos importantes, mas ainda tem muita coisa para viver, muitas coisas pela frente. Quero ser ídolo, quero ganhar muito pelo Corinthians e estou no caminho. Mas falta muito para ser 'São Cássio'", disse ele na saída do vestiário. Cássio ainda falou sobre as defesas praticadas, em especial uma que considerou a mais difícil da partida.

"A defesa do Moses foi a mais difícil. A do Diego Souza foi marcante, mas a mais difícil foi a do Moses", disse sobre a conclusão do atacante nigeriano, ainda no primeiro tempo, em que se esticou todo para desviar com a ponta dos dedos. Cássio também apareceu de forma decisiva após rebote da defesa que parou no pé de Fernando Torres, quando o Corinthians já vencia por 1 a 0. O desempenho e o título fizeram o goleiro se emocionar.

"Sempre acreditei no meu trabalho. Por ter ganhado esse prêmio e ter feito um ano muito bom, não tenho como não lembrar de minhas raízes, de onde comecei, lá no Veranópolis-RS. De todas as pessoas que me deram motivação até hoje, de todo mundo que me ajudou, da minha família. Tive dificuldades, não conheço o meu pai, mas nunca senti a falta dele porque minha mãe sempre foi mãe e pai e também tive meu tio". 

Fonte: Terra
  • separator
  • comentários
publicidade