2 eventos ao vivo

Herói do Mundial, Guerrero descarta papel de "exemplo" em 2013

31 jan 2013
10h24
atualizado às 11h10
  • separator
  • 0
  • comentários

O atacante Paolo Guerrero foi um dos jogadores mais assediados do Corinthians no jogo desta quarta-feira contra o Mogi Mirim, que marcou a volta dos titulares da equipe após o Mundial de Clubes de 2012. Autor dos gols corintianos na competição internacional em dezembro (1 a 0 contra o Al-Ahly nas semifinais e 1 a 0 sobre o Chelsea na decisão), o peruano negou a condição de “exemplo” individual para os pequenos fãs.

"Todo o time é um exemplo para as crianças", diz peruano, que vê Corinthians como alvo de rivais em 2013
"Todo o time é um exemplo para as crianças", diz peruano, que vê Corinthians como alvo de rivais em 2013
Foto: Eduardo Viana / Agência Lance

“Não sou eu. Todo o time é um exemplo para as crianças. Temos que dar o exemplo para elas”, disse o camisa 9, que passou em branco na vitória por 2 a 1 sobre o Mogi Mirim. O jogo foi válido pela quarta rodada do Campeonato Paulista - nas três anteriores, contra Paulista, Ponte Preta e Mirassol, o técnico Tite utilizou basicamente atletas reservas.

Para Guerrero, o retorno dos titulares a campo torna o Corinthians um nome ainda mais destacado na “lista” de times a serem batidos. Campeão da Copa Libertadores e do Mundial em 2012, a equipe surge como uma das principais favoritas aos dois títulos também em 2013, assim como ao do Campeonato Paulista.

“Vai ficar mais difícil para nós. Todo mundo quer ganhar do Corinthians. Temos que manter a mesma humildade”, afirmou Guerrero, que chegou a ser sondado pelo Chelsea, segundo a imprensa europeia, como reforço pós-Mundial.

“Eu queria ficar aqui no Corinthians. Estou muito tranquilo”, disse o peruano, um dos ídolos do atual elenco.

Baixe gratuitamente o aplicativo Sigo meu Time e acompanhe seu time do coração

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade