6 eventos ao vivo
Logo do Corinthians
Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians

Corinthians

Paulo André vê dia histórico e admite paralisação de jogadores por 2015

14 nov 2013
01h08
atualizado às 01h57
  • separator
  • comentários

Nesta quarta-feira, todas as sete partidas válidas pelo Campeonato Brasileiro contaram com uma manifestação organizada pelo Bom Senso FC, movimento idealizado por jogadores que busca melhorias no futebol brasileiro. Após o apito inicial, os atletas cruzaram os braços e ficaram alguns instantes parados - em São Paulo x Flamengo, os times driblaram ameaça de cartão amarelo com chutões que revezavam a posse da bola. As equipes ainda carregaram faixa pedindo uma resposta da CBF às reinvindicações do grupo.

Um dos líderes do Bom Senso FC, o zagueiro Paulo André falou sobre o ato da noite desta quarta. O jogador do Corinthians caracterizou a movimentação como "histórica" e não acredita em punição aos envolvidos. "Acho que é um dia histórico para o futebol brasileiro. Os jogadores estão conscientes do que estão fazendo e da necessidade desse movimento", disse o defensor em entrevista à ESPN Brasil.

Sobre a ameaça de punição, como a possibilidade de cartão amarelo a todos os jogadores que ficassem parados com os braços cruzados, Paulo André considerou que é um erro ir contra o Bom Senso FC. "Só se punir todos os 20 clubes da Série A e todos os jogadores", afirmou o atleta.

"É um tiro no pé ir contra esse movimento. Não tem uma alma que discorde dos cinco pontos levantados. Se existe, que se discuta e chegue a um consenso. É importante para o futebol. É um consenso que é necessário mudar e evoluir", explicou Paulo André, que aguardará resposta da CBF e adiantou que as manifestações devem ocorrer também na quinta-feira e na rodada da Série B no final de semana.

Jogadores de Flamengo e São Paulo se reúnem para discutir manifestação antes de partida em Itu
Jogadores de Flamengo e São Paulo se reúnem para discutir manifestação antes de partida em Itu
Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC / Divulgação

De acordo com o zagueiro, os membros do Bom Senso FC concordam com a CBF que será difícil realizar mudanças profundas no calendário do futebol nacional em 2014, uma vez que no próximo ano ocorrerá a Copa do Mundo no Brasil. Entretanto, os jogadores não admitem o status quo para 2015, e há a possibilidade de uma paralisação dos atletas.

"Se não houver mudanças para 2015, pode ser que dificilmente iniciemos o ano. É o que a gente disse em nota oficial. Vamos aumentar (as manifestações) à medida em que não temos resposta. Ninguém quer ficar parado e atrapalhar, mas a gente vê o envolvimento do torcedor, é uma vontade enraizada no povo, no atleta, e felizmente estamos conseguindo dar voz a essa insatisfação", disse Paulo André.

Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade