0

Priorizando San Lorenzo a Derby, Tite diz não saber preferência da torcida

15 abr 2015
19h12
atualizado às 19h44
  • separator
  • comentários

Entregue ao personagem que criou para si mesmo, Tite explicou bem à sua maneira a prioridade dada ao confronto com o San Lorenzo em relação ao clássico contra o Palmeiras. Foram várias as vezes em que ele interrompeu perguntas para questionar o emprego da palavra "titular", embora seja clara a formação principal alvinegra, escalada para enfrentar os argentinos.

Quem atuar na noite de quinta-feira, pela Copa Libertadores, ficará fora da semifinal do Campeonato Paulista, na tarde de domingo, ou chegará bastante desgastado ao Derby. A opção foi priorizar a competição sul-americana, apesar da importância dada pela Fiel ao duelo com o arquirrival. "Não sei", respondeu o treinador, indagado sobre a preferência dos torcedores.

O que Tite sabe é que a diretoria é soberana e tem como meta a conquista continental. Assim, o time vai com força ao embate com o San Lorenzo, podendo assegurar matematicamente sua classificação às oitavas de final com o primeiro lugar do Grupo 2. Só depois a comissão técnica vai trabalhar efetivamente no clássico, observando a situação física dos jogadores.

"Conversei com a direção, porque o técnico e os fisiologistas têm que estar à mercê da direção. O que é mais importante para o clube? É ganhar a classificação na quinta-feira? Então, vamos buscar a classificação na quinta-feira. Todos os que estiverem nas melhores condições vão para o jogo de quinta, que é o foco. A partir daí, vamos nos reunir e ver as situações reais de cada atleta", comentou o gaúcho.

Ele lembrou que vencer o San Lorenzo no estádio de Itaquera vale mais do que a classificação, pois ter uma das melhores campanhas em todos as chaves dá vantagem nos mata-matas, com a possibilidade de decidir em casa. Ainda explicando a prioridade dada ao duelo, recordou que nem a vaga nas oitavas de final está numericamente assegurada.

Para não avançar, o Corinthians terá de perder suas duas partidas restantes no Grupo 2. Além disso, São Paulo e San Lorenzo precisarão ganhar do Danubio e tirar a boa vantagem alvinegra no saldo de gols. "Está encaminhado? Está. Mas não está garantido", concluiu Tite, firme, deixando o técnico do Palmeiras, Oswaldo de Oliveira, satisfeito.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade