6 eventos ao vivo

"Chateado" por Felipe, Dentinho tem saudades de Ronaldo

4 ago 2010
13h28
atualizado às 14h29

Enquanto Dentinho treinava sob o comando do técnico Adilson Batista na manhã desta quarta-feira, Ronaldo realizava trabalho de fisioterapia e Felipe concedia entrevista coletiva para falar de sua situação com o Corinthians. Chateado com a situação do goleiro, o jovem atacante contou que sente saudades de jogar com o atacante Ronaldo.

Dentinho destacou saudades do amigo Ronaldo
Dentinho destacou saudades do amigo Ronaldo
Foto: Ivan Pacheco / Terra

"Atuar ao lado dele é muito bom. A ansiedade de ter o Ronaldo de volta é grande. Todos torcem para que ele volte e ajude o Corinthians, todos nós queremos o Ronaldo dentro de campo", declarou Dentinho, que cumpriu suspensão na partida diante do Palmeiras.

Diferente de Jorge Henrique, Iarley e Ronaldo, Dentinho ainda não balançou as redes nesta edição do Campeonato Brasileiro. Ao falar do camisa 9, ele citou as assistências. "É um jogador diferenciado e que a qualquer momento pode te deixar na cara do gol", afirmou o jovem.

Ronaldo entrou em campo pela última vez no dia 9 de maio, quando marcou um dos gols da vitória por 2 a 1 sobre o Atlético-PR, na primeira rodada do Campeonato Brasileiro. Sem o jogador, o Corinthians acumula seis triunfos, quatro empates e uma derrota.

Apesar do longo período de inatividade, Ronaldo não conseguiu se recuperar de lesão muscular e segue em busca de uma forma física aceitável. O técnico Adilson Batista cogita a possibilidade de escalar o jogador contra o Flamengo, às 16h (de Brasília) do próximo domingo, no Pacaembu.

Independente da escalação de Ronaldo, Adilson precisará fazer mudanças para o confronto com os cariocas. Livres de suspensão, o lateral esquerdo Roberto Carlos e Dentinho estão à disposição. Já o meia Bruno César, suspenso, e o volante Jucilei, convocado para defender a Seleção, são desfalques.

Além de falar sobre Ronaldo, Dentinho comentou a situação de Felipe. Após uma transferência frustrada para o Genoa, o goleiro treina em separado do restante do elenco e se diz perseguido pelos dirigentes do clube, especialmente pelo presidente Andrés Sanchez.

"Conhecendo o Felipe, a gente fica meio chateado. O grupo gostava dele. Às vezes, ele não estava muito feliz e treinava com a cara fechada, mas é um companheiro que ganhou títulos com a gente e sempre foi muito gente boa comigo. É uma coisa que ele e a diretoria têm que resolver", declarou.

O Corinthians é o vice-líder do Campeonato Brasileiro com 25 pontos, um a menos que o Fluminense, que tem 26. O próximo compromisso é diante do Flamengo, no domingo, às 16h, no Pacaembu.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade