0

Alex faz dois e Coxa conquista o tetra estadual diante do Furacão

12 mai 2013
18h04
atualizado às 20h29

Quase 40 anos depois o Coritiba volta a comemorar o tetracampeonato paranaense e, pelo quarto ano consecutivo conquista a taça diante do rival Atlético Paranaense, que perdeu por 3 a 1 no Estádio Couto Pereira. No primeiro confronto, empate em 2 a 2 que dava a vantagem ao Coxa. Alex, o artilheiro do Estadual, com 15 gols marcados, finalmente conquistou seu primeiro título com a camisa do clube do coração após uma exitosa carreira e com participação fundamental na decisão.

Logo em seu primeiro chute a gol, aos sete minutos da primeira etapa, o Furacão abriu o placar, com Hernani, que bateu de longe e contou com uma falha incrível de Vanderlei para balançar as redes. O empate veio aos 29 minutos, com Alex, acertando um petardo da entrada da área. Alex decretou a virada aos 40 minutos, depois de chutar duas vezes para vencer Santos. Ainda faltava o de Geraldo, aos 45 minutos do segundo tempo.

Agora o Coritiba foca a Copa do Brasil, competição pela qual tenta chegar à final pela terceira vez seguida, e a Série B. Já os jovens valores atleticanos esperam ser utilizados pelo técnico Ricardo Drubscky na equipe principal que participa também das duas disputas ou ganharem uma chance de mostrarem serviço por outros times na continuação da temporada.

O jogo - O Coxa contava na escalação com a volta do lateral Victor Ferraz, mas ficou sem o volante William, vetado pelo departamento médico. Pelo Furacão a novidade ficou por conta da entrada de Erwin na defesa no espaço de Rafael Zuchi, escolhido como lateral improvisado no lugar de Léo. Com a bola rolando, marcação forte de ambos os lados. Mas, no primeiro chute a gol, aos sete minutos, Hernani arriscou de fora da área e Vanderlei falhou bisonhamente, empurrando a bola para o fundo das redes.

O torcedor sentiu o golpe nas arquibancas, enquanto em campo o Alviverde tentava dar a resposta. Aos nove minutos, Alex cobrou falta na cabeça de Leandro Almeida, que entrou em impedimento. A disputa seguia truncada no meio-campo, com poucas oportunidades criadas. Aos 21 minutos, Rafinha chegou bem na lateral da área, mas o cruzamento saiu alto demais. A bola não chegava em Alex, que estava sumido na partida.

Com vantagem no placar, o Atlético assumiu uma postura mais fechada, esperando para explorar os contra-ataques. Aos 28 minutos, Crislan arriscou da entrada da área, por cima da meta. Na primeira vez em que apareceu com destaque, o garoto de ouro coxa-branca não perdoou. Após sobra de bola de jogada de Deivid, Alex disparou uma bomba, no cantinho, para empatar aos 29 minutos. Aos 37 minutos, Rafinha chutou cruzado e a bola passou raspando a trave direita. Até que, aos 40 minutos, Alex tentou duas vezes para fazer o segundo.

Para a segunda etapa, nenhuma modificação nas equipes. Aos seis minutos, em jogada individual com muita raça de Robinho, o meia coxa-branca entrou na área e chutou pela linha de fundo. O Alviverde tinha maior posse de bola e conseguia administrar qualquer tipo de pressão do Atlético. Aos 15 minutos, Gil bateu de longe e carimbou a zaga atleticana.

A cada participação, Alex levava enorme perigo ao Furacão. Aos 17 minutos, Gil cruzou e Alex pegou de primeira para acertar o travessão. No lance seguinte, cobrança de falta do meia, direto para fora. Grande triangulação do ataque do Coritiba, aos 20 minutos e, Deivid, dentro da área, arrematou nas mãos de Santos. O tempo estava a favor do time da casa, que tinha a vantagem do empate.

Rafinha e Alex infernizavam a zaga rubro-negra. Aos 27 minutos, jogada entre os meias que terminou em chute fraco de Alex. Aos 33 minutos, Alex dominou na entrada da grande área e fuzilou pela linha de fundo. O jogo pegou fogo após entrada dura de Gil sobre Edigar Junior. Aos 38 minutos, Geraldo abriu espaço e chutou para grande defesa de Santos. NA sequência, bola no travessão de Deivid. Aos 40 minutos, Zezinho recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Faltava o gol do iluminado Geraldo, aos 45 minutos. Pela 37ª vez o Campeonato Paranaense o Coritiba levantou a taça.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade