0

“Vão ter que suar sangue”, cobra presidente do Coritiba

17 nov 2013
00h03
atualizado às 01h02
  • separator
  • 0
  • comentários

Com a derrota por 2 a 1 para o Criciúma, dentro do Estádio Couto Pereira, o Coritiba se complicou ainda mais na Série A. Com 41 pontos, viu o time catarinense ultrapassar a equipe e pode entrar na zona de rebaixamento após a rodada, caso Fluminense e Bahia vençam São Paulo e Náutico, respectivamente.

CoritibacfcCoritiba1
2CriciúmaCriciúmacec-q

  • Junior Urso 24 ' (2T)
  • Wellington Paulista 28 ' (1T)
  • Lins 25 ' (2T)
2013-11-16 23:00 GMT-000 (D) FinalizadoCouto Pereira
<p>Coritiba corre risco de entrar na zona de rebaixamento</p>
Coritiba corre risco de entrar na zona de rebaixamento
Foto: Giuliano Gomes / Gazeta Press

Presidente do clube, Vilson Ribeiro de Andrade falou que vai cobrar o elenco. “Aqueles que já jogaram a toalha, a gente vai conversar. Sempre deixei a porta aberta para quem não tiver o espírito vencedor. A verdade é que tem jogadores que estão terminando o contrato e, provavelmente, o futuro não será no Coritiba. Quem ficar aqui vai ter que suar sangue. Nessa hora que se separa os homens dos meninos”, declarou após o revés em casa.

Nos próximos jogos, o Coritiba enfrenta Internacional (fora), Botafogo (casa) e São Paulo (fora). Com um rendimento baixo atuando longe de seu domínio, o time paranaense precisa de duas vitórias para se garantir na Série A. “Já estava difícil e agora está complicadíssimo. Tem que buscar força para conquistar pontos nestas três rodadas que faltam”, afirmou o capitão Alex.

“Nossa equipe está muito dispersa. Falhas em lances simples e ninguém conversa entre si, falta comunicação. Está um silêncio. Precisamos ter personalidade, entrar com o coração”, cobrou o autor do gol desta noite, o volante Júnior Urso.

Apesar de admitir que terá cobrança na reapresentação do elenco na segunda-feira, Andrade prometeu que vai dar o apoio necessário neste momento difícil. “Ficamos frustrados, porque não esperávamos a derrota. Foi terrível e, agora, temos que conversar com os atletas para motivar o elenco. A diretoria neste momento tem que apoiar e dar suporte”, prometeu.

Fonte: PGTM Comunicação - Especial para o Terra PGTM Comunicação - Especial para o Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade