2 eventos ao vivo

Azarão, Costa Rica vira no CE e complica Uruguai na Copa

14 jun 2014
17h55
atualizado às 20h59
  • separator
  • 0
  • comentários

A Costa Rica conseguiu, na tarde deste sábado, um resultado para lá de expressivo. Considerada a pior equipe do Grupo D, chamado de “da morte”, os costarriquenhos surpreenderam o mundo em Fortaleza, no Castelão, e, com uma grande atuação, venceram de virada o bicampeão mundial Uruguai por 3 a 1 na estreia de ambas as seleções na Copa do Mundo de 2014.

Joel Campbell se ajoelha no gramado para comemorar o gol de empate costarriquenho
Joel Campbell se ajoelha no gramado para comemorar o gol de empate costarriquenho
Foto: AFP

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

A chave da seleção da América Central ainda tem Inglaterra e Itália, que se enfrentam neste sábado. A vitória na estreia no retorno da Costa Rica à Copa do Mundo – não participou em 2010 – é ainda mais impressionante ao observar o histórico dos costarriquenhos no último Mundial em disputado: em 2006, não conquistou nenhum ponto e só fez três gols na primeira fase.

<p>Uruguai fica em situação complicada na Copa</p>
Uruguai fica em situação complicada na Copa
Foto: Reuters

Agora, a seleção costarriquenha, líder com três pontos, segue em busca de um sonho ainda maior na Copa do Mundo e pode sonhar em avançar no grupo. A próxima missão será tão pesada quanto a deste sábado: enfrenta a Itália dia 20 de julho, na Arena Pernambuco. Já os uruguaios pegam a Inglaterra na próxima quinta-feira, na Arena Corinthians.

Com boa quantidade de torcedores nas arquibancadas, mas setores com lugares vazios, a partida no Castelão começou em ritmo lento. O Uruguai dominava as ações de jogo, mas pouco criava. A primeira chance foi uruguaia e surgiu aos 16min, quando Cavani recebeu sobra sozinho na área, mas pegou na orelha da bola e mandou por cima do gol.

O atacante se redimiria do erro pouco depois. Aos 22min, Lugano foi agarrado na área e a arbitragem anotou pênalti para o Uruguai. Na cobrança, Cavani acertou o canto esquerdo rasteiro do goleiro e abriu o placar para os sul-americanos. Depois do gol, a partida mudou completamente e a Costa Rica passou a criar chances, mas não empatou até o intervalo.

A nova postura costarriquenha seguiu na volta para a etapa final. Aos 6min, Muslera salvou o Uruguai, mas três minutos depois não teve jeito: após cruzamento, o atacante Campbell apareceu sozinho na área com tempo para dominar e chutar forte para o gol. Irreconhecível, o Uruguai tomou a virada pouco depois. Aos 13min, Duarte, em posição irregular, cabeceou para marcar.

A virada deixou o Uruguai perdido em campo e a equipe não conseguiu reagir. Nas arquibancadas, a torcida costarriquenha comemorou o feito  aos gritos de “ole, ole, ole, ole, ticos, ticos”, que dominaram o som na Arena Castelão.  

Ainda houve tempo da festa ficar maiior ainda: aos 39min, Ureña recebeu lindo passe de Campbell e tocou na saída de Muslera para fazer o terceiro. Nos acréscimos, o Uruguai perdeu o lateral Maxi Pereira por um pontapé em um adversário. 

FICHA TÉCNICA
URUGUAI 1 X 3 COSTA RICA

Local:   Estádio do Castelão, em Fortaleza (CE) 
Data: 14 de junho de 2014, sábado
Horário: 16 horas (de Brasília) 
Árbitro: Felix Brych (Alemanha) 
Assistentes: Mark Borsch e Stefan Lupp (ambos da Alemanha) 
Cartões amarelos: Lugano e Gargano (Uruguai)
Cartão vermelho: Maxi Pereira (Uruguai) 
Gols: 
URUGUAI: Cavani, aos 23 minutos do primeiro tempo 
COSTA RICA: Campbell, aos 8 minutos do segundo tempo, Duarte, aos 11 minutos do segundo tempo e Duarte, aos 38 minutos do segundo tempo

URUGUAI: Muslera; Maxi Pereira, Lugano, Godín e Cáceres; Gargano (Álvaro González), Arévalo Ríos, Cristian Rodríguez (Abel Hernández) e Stuani; Forlán (Lodeiro) e Cavani
Técnico: Óscar Washington Tabárez
COSTA RICA: Navas; Umaña, Duarte e Giancarlo González; Gamboa, Tejeda (Cubero), Borges, Bolaños (Barrantes) e Junior Díaz; Campbell e Bryan Ruíz (Ureña) 
Técnico: Jorge Luis Pinto

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade