0

Keylor Navas ganha estádio com seu nome na Costa Rica

9 jul 2014
13h32
atualizado às 13h53
  • separator
  • 0
  • comentários

A Prefeitura da cidade de Pérez Zeledón, no sul da Costa Rica, decidiu batizar o estádio local com o nome de Keylor Navas, em homenagem ao goleiro da seleção por seu grande desempenho na Copa do Mundo de 2014.

<p>Navas salvou&nbsp;a Costa Rica diversas vezes na Copa</p>
Navas salvou a Costa Rica diversas vezes na Copa
Foto: Ruben Sprich / Reuters

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

O Estádio Municipal de Pérez Zeledón, aberto em 1953 e que levava o nome do empresário e dirigente esportivo Otto Ureña, se chamará a partir de hoje "Estádio Municipal Keylor Navas Gamboa", segundo indica um acordo feito pelos membros da Prefeitura na noite de terça-feira.

A decisão se baseou na excelência esportiva do jogador, seu grande desempenho no Mundial, por deixar em alta o nome do país e de sua cidade natal, além do exemplo que significa para os jovens, explicou a Prefeitura.

Esse estádio, com capacidade para seis mil pessoas, é a casa do Pérez Zeledón e dos Puma Generaleña, ambos da primeira divisão do futebol da Costa Rica.

Navas, de 27 anos, já tinha sido declarado filho predileto da cidade de Pérez Zeledón.

O goleiro do Levante foi peça-chave para que a Costa Rica tivesse a atuação mais brilhante de sua história em Mundiais, ao chegar nas quartas de final.

Nessa fase, a Costa Rica suportou um 0 a 0 por 120 minutos perante a Holanda, com uma notável participação de Navas, mas a seleção centro-americana foi eliminada nos pênaltis.

Navas só tomou dois gols nas cinco partidas que disputou a Costa Rica, equipe que ficou invicta no torneio após vencer ao Uruguai (3 a 1) e Itália (1 a 0), e empatar sem gols com a Inglaterra na fase de grupos.

Nos oitavas de final, os costarriquenhos superaram a Grécia por 5 a 4 nos pênaltis, após o empate em 1 a 1 no tempo regulamentar.

Veja os gols em 3D da Copa Veja os gols em 3D da Copa

EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade