0

Sensação da Copa, Costa Rica gera comoção em Santos

21 jun 2014
19h57
atualizado às 23h19
  • separator
  • 0
  • comentários

O bairro do Gonzaga é um dos mais agitados de Santos, com suas lojas e hotéis. Nestes dias de Copa do Mundo, o local também abriga as seleções de México e Costa Rica, que escolheram a cidade paulista para treinar e se hospedar. Neste sábado, a região viu um movimento ainda maior por conta da equipe sensação do Mundial.

Ônibus da Costa Rica é cercado por torcedores em Santos
Ônibus da Costa Rica é cercado por torcedores em Santos
Foto: Allan Farina / Terra

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

A Costa Rica caiu no Grupo D da Copa, que conta também com Uruguai, Itália e Inglaterra. Classificada como "saco de pancadas" da chave antes da competição, a equipe da América Central surpreendeu a todos e conquistou vitórias sobre os uruguaios e os italianos, carimbando assim sua presença nas oitavas de final.

O sucesso atraiu torcedores, que se reuniram do lado de fora do hotel em que os costarriquenhos estão hospedados, no bairro do Gonzaga. A princípio eram algumas dezenas, mas rapidamente centenas de curiosos se aglomeraram na Avenida Marechal Floriano Peixoto para tirar fotos, aplaudir e prestigiar os jogadores da Costa Rica.

Cibele levou o filho Ramon para conseguir um autógrafo
Cibele levou o filho Ramon para conseguir um autógrafo
Foto: Allan Farina / Terra

"Tenho amigas da Costa Rica. Elas me deram uma camisa e eu queria um autógrafo. Já estou tentando há algum tempo, difícil é conseguir. Viemos outras vezes e não conseguimos nada", disse Cibele Pareja, que trouxe o filho Ramon, de oito anos, que queria autógrafo de "qualquer um".

Nem todos, entretanto, se animaram com a presença da sensação da Copa. A multidão bloqueou a calçada, o que fazia com que pedestres precisassem andar pelo asfalto ou atravessar a rua. Outros, entretanto, faziam questão de passar por entre a turba que se formou no local.

"Que confusão! Palhaçada de futebol!", gritou um homem que atravessou a multidão empurrando um carrinho de bebês. Enquanto reclamava, foi rebatido com vaias e um grito de "vai ver novela". Uma senhora idosa que passava pelo local optou por ironizar os populares que se animavam com a perspectiva de prestigiar os jogadores. "Vão distribuir dinheiro?", provocou.

Até entre quem estava interessado em ver os atletas acontecia alguma confusão. Uma criança tentou se empoleirar ao lado de um cinegrafista sobre uma mureta do hotel, mas o profissional vetou sua presença. A mãe do garoto se incomodou com o ato do cameraman, que explicou que havia o risco de derrubar o jovem por acidente. "Aí eu processo sua emissora", provocou a mulher.

Os jogadores enfim deixaram o hotel às 15h30, hora em que estava marcado o treino na Vila Belmiro. A passagem do time foi acompanhada por aplausos e gritos, e os atletas retribuíram parando rapidamente para tirar fotos, assinar camisas e dar autógrafos na página da Costa Rica do álbum da Copa. Instantes depois, o ônibus da seleção deixou a rua e permitiu que o Gonzaga recuperasse sua rotina natural.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade