2 eventos ao vivo

Após reunião com a diretoria, Deivid tem demissão do Cruzeiro confirmada

Deivid não é mais técnico do Cruzeiro. Após a eliminação nas semifinais do Campeonato Mineiro para o América-MG, neste domingo, o treinador não resistiu à pressão e teve a sua demissão comunicada pela diretoria em reunião realizada poucas horas após a partida. Nesta segunda-feira, às 14h (de Brasília), na Toca da Raposa, Deivid e diretoria […]

24 abr 2016
22h23
  • separator
  • 0
  • comentários

Deivid não é mais técnico do Cruzeiro. Após a eliminação nas semifinais do Campeonato Mineiro para o América-MG, neste domingo, o treinador não resistiu à pressão e teve a sua demissão comunicada pela diretoria em reunião realizada poucas horas após a partida.

Nesta segunda-feira, às 14h (de Brasília), na Toca da Raposa, Deivid e diretoria concederam entrevista coletiva. O clube não confirma o nome de nenhum eventual substituto para o comando técnico do Cruzeiro, porém Marcelo Oliveira, Jorginho e Abel Braga são os principais candidatos ao cargo.

Campeão pelo Cruzeiro, como jogador, na Tríplice Coroa de 2003, Deivid retornou ao time celeste em junho do ano passado como auxiliar técnico de Vanderlei Luxemburgo. Apesar da demissão do treinador ao final de agosto, o ex-atacante permaneceu na Toca da Raposa como membro permanente da comissão técnica e acabou também trabalhando como assistente de Mano Menezes no clube.

Após a saída de Mano para o futebol chinês, em dezembro de 2015, Deivid acabou sendo efetivado como novo técnico do Cruzeiro, após os jogadores cruzeirense pedirem que a diretoria desse uma chance ao ex-atacante. Em sua primeira chance como treinador, o jovem comandante de 35 anos buscou adotar um estilo de jogo ofensivo e técnico ao time celeste, porém jamais conseguiu transformar a sua teoria em atuações convincentes, o que tornou o ambiente de pressão comum na Toca da Raposa.

Mesmo colecionando bons resultados à frente do Cruzeiro, Deivid não resistiu à insatisfação dos torcedores e da própria diretoria, que já havia condicionado a permanência do técnico a uma classificação à final do Campeonato Mineiro. Demitido, o jovem treinador deixa a Toca da Raposa com 18 jogos disputados, somando 11 vitórias, cinco empates e duas derrotas, num aproveitamento total de 70%.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade