2 eventos ao vivo

Artilheiro, W. Paulista decide e Cruzeiro bate América-TO

3 mar 2012
17h57
atualizado às 22h22

O Cruzeiro confirmou a ascensão no Campeonato Mineiro 2012 com mais uma boa exibição, neste sábado. Jogando para um público pequeno na Arena do Jacaré, a equipe comandada por Vagner Mancini não encontrou dificuldades e derrotou o América-TO por 2 a 0, com dois gols do artilheiro Wellington Paulista, pela quinta rodada do Estadual.

Com os dois tentos marcados em Sete Lagoas, Wellington Paulista superou o rival André, do Atlético-MG, e reassumiu a artilharia do Mineiro, com seis gols. O primeiro saiu em cobrança de pênalti, aos 23min do primeiro tempo. Ainda na etapa inicial, o camisa 9 fechou o marcador com um belo gol, aos 43min.

O triunfo cruzeirense na Arena do Jacaré não foi mais dilatado devido a ótimo atuação do goleiro Fabio Noronha. O camisa 1 do time de Teófilo Otoni travou duelo com o ataque celeste e fez, pelo menos, cinco grandes defesas.

Mesmo com o triunfo, o Cruzeiro permanece na terceira posição do Estadual, com 12 pontos, igualado aos líderes Atlético-MG e América-MG. Mas, como os rivais se enfrentam no domingo, a equipe alviceleste terminará a rodada na vice-liderança. Já o América-TO continua em oitavo lugar com quatro pontos.

Na próxima rodada, o time de Mancini vai enfrentar o Villa Nova de Nova Lima no domingo, às 16h (de Brasília), mais uma vez em Sete Lagoas. Antes, na quarta, estreia na Copa do Brasil contra o Rio Branco-AC, fora de casa. Já a equipe de Teófilo Otoni encara o homônimo América, sábado, em casa.

O jogo
Se vencesse por três gols de diferença o time de Teófilo Otoni, o Cruzeiro dormiria na liderança do Estadual, já que Atlético e América se enfrentam no domingo. Assim, a equipe do técnico Vagner Mancini partiu para cima e chegou ao primeiro gol com menos de um minuto, por intermédio de Montillo, mas o árbitro Ricardo Marques Ribeiro anulou o lance indicando falta do argentino. No minuto seguinte, Diego Renan recebeu lançamento de Roger e foi travado na momento da finalização.

A equipe comandada por Mancini não encontrava dificuldades para criar oportunidades e o gol quase aconteceu aos 8min. Montillo cobrou falta pelo lado direito, o zagueiro Léo desviou de cabeça na primeira trave e Fabio Noronha mostrou reflexo ao fazer ótima defesa e espalmar para escanteio.

Aos 17min, o arqueiro do América-TO voltou a aparecer bem e impediu o gol cruzeirense quando Anselmo Ramon recebeu passe na área de costas, girou e arrematou para firme defesa de Noronha.

O tento do Cruzeiro era iminente, mas aconteceu com ajuda do árbitro Ricardo Marques Ribeiro. Aos 23min, Diego Renan tabelou com Anselmo Ramon, invadiu a área e se jogou quando sentiu a aproximação de Felipe Dias. O juiz não teve dúvida e apontou para a marca da cal. Wellington Paulista bateu bem o pênalti, com força, no canto direito de Fabio Noronha, que chegou a encostar na bola.

A única vez que o América-TO chegou com perigo na etapa inicial foi logo após Wellington Paulista abrir o marcador na Arena do Jacaré. Aos 26min, Geraldo recebeu em posição legal na entrada da área e finalizou. Bem posicionado, Fábio fez a defesa e impediu a reação imediata do rival.

O gol não diminuiu o ímpeto cruzeirense, apesar de a equipe chegar com perigo à meta adversária aos 40min. Mais uma vez Anselmo Ramon recebeu de costas na pequena área, fez o pivô e chutou para ótima defesa de Noronha.

No entanto, aos 43min, o arqueiro não impediu que o Cruzeiro ampliasse o marcador. Em mais uma jogada de Diego Renan pelo lado esquerdo, Anselmo Ramon apenas rolou para Wellington Paulista arrematar de primeira, no ângulo, e marcar o segundo gol dele na partida.

O América-TO melhorou no segundo tempo, mas o Cruzeiro continuou superior. Aos 7min, Wellington Paulista perdeu chance inacreditável cara a cara com Fabio Noronha antes de o árbitro invalidar a jogada alegando posição irregular do camisa 9 cruzeirense.

Apesar dos dois tentos no primeiro tempo, Wellington Paulista continuou afobado em campo. Aos 18min, o centroavante recebeu passe de Roger e, livre, demorou para finalizar.

Com o América-TO sem forças para reagir, o que se viu durante a metade final do segundo tempo foi um confronto entre o goleiro Noronha e os atacantes. Sempre com vantagem para o arqueiro do time visitante.

Aos 28min, a bola sobrou para Anselmo Ramon, que finalizou forte para brilhante defesa do camisa 1. Quatro minutos depois, Wallyson, que entrou no segundo tempo, fez boa jogada pela esquerda e finalizou para nova defesa de Fabio Noronha.

Ainda restou tempo para Karreta perder a cabeça e ser expulso pelo árbitro após cometer falta dura em Wallyson. O Cruzeiro prendeu a bola e confirmou o quarto triunfo consecutivo no Campeonato Mineiro.

Mais resultado

Em partida disputada às 19h30 de sábado, o Nacional venceu o Guarani por 1 a 0 com gol de Bruno, aos 6min do primeiro tempo. O resultado deixa a equipe com seis pontos, enquanto o Guarani permanece com quatro, perigosamente próximo da zona de rebaixamento.

CRUZEIRO 2 x 0 AMÉRICA-TO

Gols
Cruzeiro: Wellington Paulista aos 24min e aos 43min do 1º tempo

Cruzeiro: Fábio; Marcos, Léo, Victorino e Diego Renan; Leandro Guerreiro, Marcelo Oliveira, Roger (Rudnei) e Montillo; Anselmo Ramon (Walter) e Wellington Paulista (Wallyson)
Técnico: Vagner Mancini

América-TO: Fabio Noronha; Ricardo Duarte, Danilo (Rafinha), Rodrigo Sena e Leandro; Felipe Dias (Karreta), Luizinho, Luciano e Helder; Diego Faria e Geraldo (Celinho)
Técnico: Gilmar Estevam

Cartões Amarelos
Cruzeiro: Marcelo Oliveira e Wellington Paulista
América-TO: Felipe Dias, Luciano e Rafinha

Cartões Vermelho
América-TO: Karreta

Árbitro
Ricardo Marques Ribeiro (MG)

Local
Arena do Jacaré, Sete Lagoas (MG)

Fonte: Terra
publicidade