Cruzeiro

Foto: terra

Cruzeiro é punido em R$10 mil, mas não perde pontos por escalação ilegal

Marcellus Madureira
Direto de Belo Horizonte (MG)
atualizado às 19h42
  • separator
  •  
  • comentários

O Cruzeiro foi julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nesta sexta-feira, por ter escalado o goleiro Elisson de forma irregular no jogo contra o Vasco da Gama, no Maracanã, quando perdeu por 2 a 1. O time celeste teve uma punição de R$ 10 mil, porém, não perderá pontos na tabela de classificação e, assim, segue com 75 ganhos. A decisão ainda cabe recurso.

O Cruzeiro foi denunciado por escalar supostamente de forma irregular, pois o atleta estaria sem contrato no dia do jogo. Elisson foi relacionado ao banco de reservas. No confronto, Fábio estava fora e Rafael era o titular.

O problema ocorreu, segundo a Federação Mineira de Futebol, por um erro no sistema. A equipe celeste renovou o vínculo do jogador em 13 de junho, porém, o registro não aconteceu. De acordo com a FMF, os prazos foram cumpridos pelo Cruzeiro, mas o erro não permitiu o fim do processo. O caso ainda está em fase de investigação.

O Cruzeiro poderia perder três pontos na tabela e pagar uma multa de R$ 100 a R$ 100 mil. O time celeste foi julgado com base no artigo 214, que é "incluir na equipe, ou fazer constar na súmula ou documento equivalente, atleta em situação irregular para participar da partida, prova ou equivalente".

<a data-cke-saved-href="http://esportes.terra.com.br/infograficos/cruzeiro-campeao-brasileirao-2013/" href="http://esportes.terra.com.br/infograficos/cruzeiro-campeao-brasileirao-2013/">Cruzeiro - Campeão Brasileirão 2013</a>
Marcellus Madureira Rodrigues de Oliveira - ME - Especial para o Terra

compartilhe

comente

  •  
  • comentários
publicidade
publicidade