1 evento ao vivo

Deivid se diz julgado por pouca idade e rebate críticas: “Só perdi dois jogos”

Neste domingo, às 16h (de Brasília), no Mineirão, contra o América-MG, pela partida de volta das semifinais do Estadual, o técnico Deivid tem o jogo da vida para garantir a sua permanência na Toca da Raposa. Nessa quinta-feira, a diretoria cruzeirense, após reunião com elenco e comissão técnica, deu a entender que uma eliminação para […]

22 abr 2016
20h05
  • separator
  • 0
  • comentários

Deivid “ignora” pressão: “Estou focado na partida, independentemente do que acontecer” (Pedro Vilela/Light Press)

Neste domingo, às 16h (de Brasília), no Mineirão, contra o América-MG, pela partida de volta das semifinais do Estadual, o técnico Deivid tem o jogo da vida para garantir a sua permanência na Toca da Raposa. Nessa quinta-feira, a diretoria cruzeirense, após reunião com elenco e comissão técnica, deu a entender que uma eliminação para o Coelho pode significar uma troca no comando da equipe.

Diante disso, Deivid, em entrevista coletiva nesta sexta-feira, se defendeu e fez questão de salientar os bons números à frente do Cruzeiro. Com 17 jogos no comando do clube celeste, o treinador soma 11 vitórias, quatro empates e apenas duas derrotas, alcançando um aproveitamento de 72,5%. Tendo em vista o bom rendimento, o comandante de 36 anos entende que toda a pressão gerada não tem como origem os resultados, mas sim a sua juventude.

“Me incomodo, porque a desconfiança é pela idade, não pelo trabalho, não pela minha qualidade. Não pelo meu entendimento do jogo. Nada que eu fiz ali dentro, como atleta e auxiliar, está servindo. Muitos treinadores talvez não tiveram essa experiência que eu tive e não têm essa pressão que eu estou recebendo. O que me incomoda é as pessoas analisarem a idade e não a qualidade”, avaliou.

Comissão técnica foi cobrada pela diretoria na última quinta (Pedro Vilela/Light Press)

“Tenho 72% de aproveitamento. Só perdi dois jogos. Quem no Brasil tem isso? Quem perdeu só dois jogos? Isso me incomoda um pouco. Mas sei que o futebol é assim. Sou bem consciente do que estou fazendo à frente da equipe do Cruzeiro, conseguindo bons resultados. A cobrança é um pouco injusta, mas não adiante ficar falando. É demonstrar isso dento do campo”, completou.

Ciente da pressão e precisando que seus comandados vençam o América-MG, neste domingo, por uma diferença de no mínimo dois gols, Deivid se mantém tranquilo e garante que não pensa na possibilidade de deixar o Cruzeiro.

“Estou focado na partida, independentemente do que acontecer. Só penso em passar para a final. Desde quando acabou jogo contra o Campinense (na quarta-feira), estou vendo vídeos da partida contra o América para ajustar algumas coisas e tirar a diferença”, afirmou o treinador, que mostra confiança na classificação.

“Temos um jogo difícil. Jogando em casa, com minha torcida incentivando, com jogadores que temos aqui. Sabendo que não fizemos um bom primeiro jogo, mas acredito no meu trabalho e sei que vamos passar para a final. Isso me deixa tranquilo e confortável”, acrescentou.

Dúvidas – Sem Fabiano e Mayke, lesionados, Deivid tem uma bela dor de cabeça para escolher o titular da lateral-direita. Apesar de ter Kevin, recém-promovido da base, para a posição, o treinador cruzeirense preferiu não escalar o jovem jogador e adiantou que fará uma improvisação no setor.

Deivid salientou que não irá escalar jovem Kevin no domingo (Pedro Vilela/Light Press)

“Seria arriscado colocar o menino nessa situação. Ele nunca fez jogo desse tamanho. Seria irresponsabilidade da minha parte. Um jogo desse pode queimá-lo. Tenho muito cuidado com isso. Não vou fazer isso com o menino. O América tem transição rápida. Eles podem explorar a juventude do menino, e fazer o jogo só pelo lado dele. E eu me sentirei culpado. Tenho muita consciência e responsabilidade de não colocá-lo”, avaliou.

“Tenho de ver o melhor jogador para a posição, já que estamos sem os dois laterais, para que a gente possa atacar e defender de forma organizada, sem desmontar nosso sistema defensivo”, completou.

Além da dúvida na lateral, Deivid também não confirmou se retornará com Sánchez Miño e De Arrascaeta, que deram lugar para Fabrício e Elber, respectivamente, contra o Campinense, na última quarta-feira. O treinador ainda analisa a condição física do atacante Willian, recuperado de lesão, que pode aparecer como uma das novidades entre os titulares.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade