1 evento ao vivo

Vice-campeão colombiano, volante diz ter oferta do Cruzeiro em mãos

21 dez 2015
19h08
  • separator
  • 0
  • comentários

Nesse domingo, o vice-presidente de futebol do Cruzeiro, Bruno Vicintin admitiu que a diretoria celeste tem voltado os seus olhares para o mercado sul-americano, tendo em vista a maior facilidade que o clube tem para contratar atletas nos países vizinhos.

Dentre os atletas observados está o volante Gustavo Cuéllar que, inclusive, diz ter uma proposta do Cruzeiro em mãos. O jogador, que foi vice-campeão colombiano pelo Junior Barranquilla, afirmou ao jornal El Heraldo que estudará, cuidadosamente, a oferta celeste nos próximos dias.

“Já devo analisar com mais calma as coisas. Anteriormente, só pensava na final (do Campeonato Colombiano) e ganhar o título com o Junior (de Barranquilla). A opção do Cruzeiro está aí. Vamos estudá-la com mais cuidado nestes dias. Tomara que seja o melhor para mim, para minha família e para Junior e Deportivo Cali, os dois clubes envolvidos na negociação”, colocou o volante colombiano de 23 anos.

Revelado pelo Deportivo Cali em 2009, Gustavo Cuéllar obteve certo destaque no começo da carreira, mas seu futebol só foi desabrochar de vez após ser emprestado ao Júnior Barranquila. Nos “Tiburones”, o volante se transformou em titular absoluto e acabou sendo convocado para a seleção colombiana para o amistoso contra o Peru, em agosto deste ano.

Cuéllar está emprestado ao Junior até 30 de junho de 2016 e, segundo a rádio colombiana Antena 2, o volante foi observado pela diretoria cruzeirense por 10 jogos até que os dirigentes da Raposa concluírem que ele tem o perfil procurado. Apesar das informações veiculadas na Colômbia, a cúpula cruzeirense mantém o discurso de não falar sobre futuras contratações.

Além do volante colombiano, o Cruzeiro ainda tem no seu radar dois jogadores argentinos. O primeiro deles é o volante Sánchez Miño, emprestado ao Estudiantes pelo Torino-ITA, e que também está na mira do São Paulo. O segundo é o meia Matías Pisano, do Independiente, que poderia ter sua saída facilitada em razão da dívida de 700 mil dólares (cerca de R$ 2,7 milhões) que o clube portenho tem com a Raposa pelo não pagamento dos salários do atacante Ernesto Farías.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade