0

Daniel Paiola volta das Ilhas Maurício com o bronze

20 jun 2011
09h14

Daniel Paiola, maior nome do badminton brasileiro, vinha fazendo campanha impecável no Torneio Internacional das Ilhas Maurício, até topar no último sábado com um inspirado indiano, que responde por Chetan Anand, 11° do mundo, na fase semifinal.

A paulista Maurren Maggi competiu no salto triplo e nos 100 m com barreiras, mas foi no salto em distância que ganhou maior destaque. No Pan de 1999, Maurren levou seu primeiro ouro, com 23 anos. No Rio de Janeiro, em 2007, coroou sua participação em Pan-Americano com outra medalha dourada - já despontando para a conquista do ouro olímpico em 2008; veja outros ídolos do País no Pan
A paulista Maurren Maggi competiu no salto triplo e nos 100 m com barreiras, mas foi no salto em distância que ganhou maior destaque. No Pan de 1999, Maurren levou seu primeiro ouro, com 23 anos. No Rio de Janeiro, em 2007, coroou sua participação em Pan-Americano com outra medalha dourada - já despontando para a conquista do ouro olímpico em 2008; veja outros ídolos do País no Pan
Foto: AFP

Mesmo diante de um atleta melhor ranqueado, Paiola, 74° colocado da lista, vendeu caro o revés. Foram duas parciais francas, com possibilidades iguais para os dois lados. No final, porém, Anand levou a melhor marcando 2 a 0 (21/16 e 21/18).

"Foi um jogo muito complicado, ele era muito técnico. Em todos os pontos o rally era muito longo e a peteca demorava a cair. Mas valeu a pena, senti que meu jogo evoluiu bastante dos últimos treinos", explicou Paiola.

Como alento, a derrota ao menos garantiu a medalha de bronze ao brasileiro. Anand, seu algoz na semifinal, levou o título do torneio ao bater, na decisão, o malaio Chiang Jiann Shiarng.

Paiola centraliza agora as suas atenções para o Mundial de Londres, que acontece em agosto.

Fonte: Terra
publicidade