2 eventos ao vivo

Diretor nega atraso em obra do Pan e esperava mexicanos mais animados

17 set 2011
12h10
atualizado às 17h40
Celso Paiva
Marcelo do Ó
Direto de Guadalajara

Cerca de um mês antes do início dos Jogos Pan-Americanos, é comum ver a cena de Juan José Martinez Jiménez andando com pressa pelos corredores do centro de imprensa do evento. Assim como os operários que correm para entregar os estádios a tempo, o subdiretor de imprensa do Pan 2011 acelera o passo para inaugurar a casa dos jornalistas de toda a América nas próximas semanas.

Em uma dessas passagens pelos corredores, Martínez parou para dar entrevista à reportagem do Terra. Durante a conversa, ele negou problemas com as obras do estádio que será sede do atletismo, afirmou que Guadalajara não tem as pretensões de repetir o sonho olímpico que viveu o Rio de Janeiro e disse que esperava um pouco mais de ânimo do povo mexicano nessas semanas que antecedem à competição.

Confira abaixo a entrevista:

Terra - Como está a organização dos Jogos Pan-Americanos. Em que estágio vocês estão?
Juan José Martínez Jiménez - Estamos na parte final e prontos para receber os mais de 1,3 mil jornalistas de imprensa escrita que estão credenciados, sem contar os de televisão. Vamos inaugurar o Centro de Imprensa na próxima terça-feira, com as facilidades que todos precisam para cobrir bem os Jogos Pan-Americanos.

Terra - A cidade terá eventos culturais específicos para os Jogos Pan-Americanos?
Juan José Martínez Jiménez - Junto com a disputa dos Jogos Pan-Americanos vem junto um programa cultural muito importante. Este programa inclui tanto os atletas que estarão na Vila Pan-Americana, como para os espectadores que estarão fora dela. Teremos pessoas voltadas para as artes como pintura, desenho, dança, música... Não teremos apenas artistas de Guadalajara e do México, vamos receber artistas da Colômbia, do Paraguai, Chile. Vocês do Brasil também mandarão uma cantora famosa do País de vocês, que agora me fugiu o nome.

Terra - Quanto foi gasto com a organização dos Jogos Pan-Americanos, desde o início até agora?
Juan José Martínez Jiménez - Até agora, US$ 30 milhões somente o governo. Mas é difícil especular quanto foi gasto no total, porque tem muita gente que colabora com os Jogos Pan-Americanos sem ser com o dinheiro. Está levando comida, carro, exportando as imagens e comprando espaços nos meios de comunicação.

Terra - Desde a chegada da nossa equipe em Guadalajara, ouvimos falar muito de problemas no andamento das obras no estádio que sediará o atletismo. Como está a situação lá?
Juan José Martínez Jiménez - Muito bom tocar neste assunto porque dizem que o estádio de atletismo está atrasado. O que acontece na verdade é que o atletismo está andando da maneira que deve ser. No total, 75% do estádio terá cadeiras temporárias. No atletismo o que menos se cuida é a grade, o que se preocupa é com a pista. Faltam só apenas alguns detalhes neste setor. Esse estádio vai estar pronto. É que aqui, essa falta de informação provoca incertezas. A pista está aqui em Guadalajara, a base da pista está terminada, a parte principal da segurança está terminada. Estamos ocupados, não preocupados.

Terra - Lemos a respeito de que teria sido criada uma auditoria neste local de competição e encontraram mais de 100 irregularidades. É verdade?
Juan José Martínez Jiménez - É certo. Mas são coisas burocráticas como falta de assinatura e coisas do gênero. São observações que podemos resolver, são mais de ordem administrativa. E que bom que as pessoas se preocupam em fiscalizar o dinheiro público gasto, quanto mais gente fazendo isso melhor. Afortunadamente, as coisas nos Jogos marcham bem.

Terra - Há cerca de um mês do início dos Jogos Pan-Americanos, o que mais preocupa o Comitê Organizador?
Juan José Martínez Jiménez - Mais que preocupados, estamos ocupados. As coisas grandes já terminaram, agora faltam as coisas pequenas. Mas temos 29 dias para viver isso. Porém, veja: este é o primeiro Pan-Americano que a vila olímpica já está pronta cerca de um mês antes. É uma das vilas mais bonitas, competindo até com a dos Jogos Olímpicos.

Terra - Se vocês realizarem uma boa edição dos Jogos Pan-Americanos pode servir para vocês sonharem em ser sede de uma edição dos Jogos Olímpicos, por exemplo?
Juan José Martínez Jiménez - Creio que Jogos Olímpicos não. A capacidade dos nossos estádios não é suficiente para os Jogos Olímpicos. Teríamos que reestruturar todas as nossas instalações para receber uma Olimpíada. Rio tinha isso muito claro: eles queriam o Pan de 2007 como plataforma para os Jogos de 2016. Dou parabéns, porque conseguiram. Para recebermos uma edição dos Jogos Olímpicos não seria tão imediato assim.

Vocês se decepcionaram pelo fato dos moradores de Guadalajara ainda falarem pouco nos Jogos Pan-Americanos até aqui?
Juan José Martínez Jiménez - Esperava o público mais envolvido, mas assim são os mexicanos, não me estranha. Estamos acostumados a chegar à festa por último. Então tenho certeza que semana que vem, a população estará muito mais entretida e uma semana depois estará vivendo o Pan. Vocês, do Brasil, poderão constatar isso na pele por conta da nossa amizade. Os atletas brasileiros terão uma grande torcida e verão um evento muito especial.

Pan 2011 no Terra

O Terra transmitirá simultaneamente até 13 eventos, ao vivo e em HD, dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara via web, tablets e celular.
Com uma equipe com mais de 220 profissionais, a maior empresa de Internet da América Latina fará a mais completa cobertura da competição que será realizada de 14 a 30 de outubro, trazendo, direto do México, a preparação de atletas, detalhes da organização e toda a competição, com conteúdo em texto, fotos, vídeos, infográficos e muita interatividade.
Acesse também a cobertura em:
http://m.terra.com.br/guadalajara2011
http://tablet.terra.com.br

Fonte: Terra
publicidade