0

Em clima de ódio, americanos e canadenses se enfrentam no hóquei

21 fev 2010
16h07
atualizado às 19h06

A disputa entre os favoritos ao ouro no hóquei masculino promete esquentar o ringue de gelo. No jogo que pode ser a prévia da final, Estados Unidos e Canadá se enfrentam, neste domingo, em clima de rivalidade, que pode ser comparado a um Palmeiras e Corinthians, um Fla-Flu ou um Gre-Nal para os brasileiros.

O ala americano Ryan Kesler define muito bem o que é um jogo entre americanos e canadenses. "Eu odeio eles", diz. E logo depois volta atrás. "Bom, eu não diria que os odeio. Você tem respeito pelo adversário, mas o Canadá espera muito por esse título e um resultado inferior, não é suficiente. Será divertido tentar tirar esse ouro deles", disse Kesler, jogador do Vancouver Canucks na NHL (Liga Americana de Hóquei).

Nos Jogos de Inverno de Salt Lake City 2002, Canadá e Estados Unidos se encontraram na final do torneio. Na ocasião, os canadenses venceram os americanos por 5 a 2 e ganharam o primeiro ouro em 50 anos. Na terceira colocação, ficou a temida equipe russa.

Neste domingo, Canadá e Estados Unidos disputam a supremacia do Grupo A. O vencedor avança diretamente para as quartas de finais e quem sair derrotado, terá que disputar uma partida qualificatória. Quem perder, não será eliminado, mas terá um caminho mais longo da disputa pelo ouro.

O técnico da equipe americana, Ron Wilson disse que esse será o "dia do hóquei no Canadá". "Todas as televisões canadenses estarão ligadas neste jogo. Este será possivelmente o dia do hóquei no Canadá. Por isso, precisamos surpreendê-los".

Tática para bater os anfitriões? Kesler garante que existe. "Nós usaremos nossa velocidade e tentaremos espremê-los", disse. "Patrick Kane é muito bom no ataque um a um e Bobby Ryan gosta de bater e bater. Ou seja, será um bom jogo. Este é provavelmente o maior jogo da minha vida", completou.

Já o técnico canadense, Mike Babcock, prega seriedade. "Sabemos o que está em jogo. Queremos jogar bem e continuar melhorando. O caminho para o ouro é mais fácil se vencermos os Estados Unidos", disse.

Mas os americanos não se abalam com o adversário e jogam a responsabilidade para os rivais. "Na nossa perspectiva, a pressão não está em cima da gente. A pressão está no Canadá. Vai ter uma multidão louca atrás dos canadenses. É assim que é o hóquei, movido pela paixão. Nós somos os inimigos e sabemos disso", disse Brian Burke, da equipe dos Estados Unidos.

Além do jogo entre Estados Unidos e Canadá, que acontecerá às 21h40 (de Brasília), o TERRA transmitirá outros dois clássicos mundiais do esporte. Às 17h (de Brasília), Rússia e República Checa se enfrentam pela liderança do Grupo B, e às 2h (de Brasília), Suécia e Finlândia disputam primeira colocação do Grupo C.

Entenda o torneio de hóquei no gelo dos Jogos de Inverno

Esporte mais popular do Canadá, país-sede da Olimpíada, o hóquei no gelo é disputado em três tempos de 20 minutos, com o relógio parando a cada interrupção da partida e 15 minutos de intervalo após o primeiro e o segundo período. As equipes se enfrentam em times de seis jogadores e tentam acertar o gol adversário com uma espécie de disco (puck).

Em Vancouver, os 12 países participantes foram divididos em três chaves de quatro. O vencedor de cada grupo avança à fase final, disputada em mata-mata. Em caso de empate após os três tempos, os times se enfrentam em prorrogação com "gol de ouro". Nova igualdade e a disputa vai para os pênaltis.

Jogos Olímpicos de Inverno no Terra

O Terra transmite ao vivo a competição em 15 canais simultâneos de vídeo. Além disso, os usuários têm a possibilidade de assistir novamente a todo o conteúdo a qualquer momento. Todo o acesso é gratuito.

Uma equipe de 60 profissionais está encarregada de fazer a cobertura direto de Vancouver e dos estúdios do Terra, em São Paulo, no Brasil, com as últimas notícias, fotos, curiosidades, resultados e bastidores da competição.

A equipe conta com a participação do repórter especialista em esportes radicais Formiga - com 20 anos de experiência em modalidades de neve -, e o pentacampeão mundial de skate Sandro Dias, que comenta a competição em seu blog no Terra.

No celular
wap: wap.terra.com.br
Iphone e smartphones: m.terra.com.br/vancouver

Austríaca "envergonhada" desbanca musa no Super G
Fonte: Terra
publicidade