0

Cielo ajuda e Flamengo está na liderança do Troféu José Finkel

20 ago 2012
22h27
atualizado às 22h50

Cesar Cielo foi o mais rápido nas semifinais dos 50 m livres no Troféu José Finkel. O nadador do Flamengo completou a prova em 21s19, conseguindo índice para o Mundial de Piscina Curta. O evento ocorrerá em dezembro, em Istambul (Turquia).

Cielo já conseguiu índice para disputar o Mundial de Istambul
Cielo já conseguiu índice para disputar o Mundial de Istambul
Foto: Léo Pinheiro / Terra

Na final, o atleta vai enfrentar Nicholas Santos (21s40), Bruno Fratus (21s73), Daniel Orzechowski (22s00), Andre daudt (22s05), André Pereira (22s12), Gabriel Mangabeira (22s13) e Marcelo Chierighini (22s13).

Questionado mais uma vez sobre o bronze em Londres 2012, Cesar foi enfático.

"Não dá para viver do passado. Se ficar para baixo, o único prejudicado vou ser eu. 2016 é em casa. Não quero deixar a minha motivação cair, a minha capacidade técnica e o meu ritmo caírem, quero mostrar para os outros que estou vivo. Dá para sonhar com 20s9 amanhã e pensar no futuro. O passado serve de experiência mesmo. Não adianta ficar querendo mudar o passado, sonhando com o passado, porque o mais importante é sempre o próximo campeonato. Agora é pensar em 2016", desabafou.

No revezamento, ouro e recorde sul-americano

Na prova de revezamento 4x50 m livre o Flamengo foi soberano mais uma vez. Cesar Cielo abriu para o time rubro-negro e Thiago Sickert fechou com o tempo de 1min25s28. Novo recorde continental da prova. Além deles, Nicholas Santos e Bernardo Novaes também nadaram pelo clube da gávea. O Pinheiros ficou com o segundo lugar com o tempo de 1min26s89 e o Fluminense completou o pódio com 1min28s76).

"Optamos por uma estratégia kamikaze. Por causa das marolas, era importante nadarmos na frente. O importante foram os 21s dos meninos, o Bernardo e o Thiago. Apesar de o Pinheiros ter tradição, o Flamengo vem ganhando esse revezamento desde 2010", disse Cesar Cielo.

O Flamengo fechou o dia na liderança da competição com 505 pontos, seguido pelo Minas Tênis Clube (443) e Corinthians (348).

Fonte: Lancepress!
publicidade