0

Jovem dupla dos saltos ornamentais fica em 6º no trampolim de 3 m

29 out 2011
23h17
atualizado em 30/10/2011 às 01h21
Renato Pazikas
Direto de Guadalajara (México)

Fora do material distribuído à imprensa que acompanhava a prova do trampolim sincronizado de 3 m feminino, dos saltos ornamentais, a jovem dupla brasileira formada por Andressa Mendes, 14 anos, e Natali Cruz, 18 anos, teve uma apresentação discreta e terminou na sexta e última colocação. Já a equipe do México, formada por Laura Sanchez e Paola Espinosa manteve o aproveitamento de 100% do país sede na modalidade e conquistou a sétima medalha de ouro na categoria disputada no Centro Aquático Scotiabank, em Zapopan, neste sábado. As mexicanas somaram, no total, 338.70 pontos.

Veja todos os resultados do Pan
Confira o quadro de medalhas
Assista aos vídeos do Pan de Guadalajara
Veja todos os ouros conquistados pelo Brasil

A dupla brasileira ficou de fora dos papéis que continham informações sobre as atletas que disputariam a prova. Estranhamente, uma equipe venezuelana formada por Maria Betancourte Beannelys Velasquez esteve presente na lista de sete países que participariam da competição, quando, na realidade apenas seis competiram e a Venezuela não era um deles.

Andressa, atleta mais jovem da delegação brasileira a comparecer aos Jogos de Guadalajara, demonstrou muita alegria com o resultado (assim como Natali), mesmo com as notas baixas dadas pelos juízes à dupla, que conseguiu, no total, 202.32 pontos.

"A gente não treinou para essa prova, por isso eu estou super satisfeita. A gente podia ter feito um pouco melhor, mas está ótimo mesmo assim", disse a jovem de 14 anos.

Natali contou que a participação na categoria não estava planejada. "Viemos para cá e perguntaram se podíamos saltar. A gente não tinha nada a perder e aceitou".

As mexicanas tiveram amplo domínio da prova, conseguindo a maior avaliação nos quatro primeiros saltos e ficando em segundo no quinto e último, quando foram surpreendidas pela nota de Jennifer Abel e Emilie Heymans, do Canadá. Elas alcançaram 81.00 pontos na tentativa final e terminaram com 336.30, apenas 2.40 atrás das atletas da casa, e levaram a medalha de prata.

O bronze ficou com Kassidy Cook e Cassidy Krug, dos Estados Unidos, que concluíram sua partipação no Pan com 319.50 pontos. As duplas de Cuba, quarta, e Chile, em quinto, completaram a prova.

Pan 2011 no Terra

O Terra transmite simultaneamente até 13 eventos, ao vivo e em HD, dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara via web, tablets e celular.Com uma equipe com mais de 220 profissionais, a maior empresa de Internet da América Latina realiza a mais completa cobertura da competição que acontece de 14 a 30 de outubro, trazendo, direto do México, a preparação de atletas, detalhes da organização e toda a competição, com conteúdo em texto, fotos, vídeos, infográficos e muita interatividade. Nas redes sociais, você acompanha a cobertura dos Jogos na fanpage do Terra , e confere os bastidores em tempo real no Facebook e no Twitter .

Acesse também a cobertura em:

http://m.terra.com.br/guadalajara2011
http://tablet.terra.com.br/guadalajara2011
http://wap.terra.com.br/pan2011/
http://www.facebook.com/TerraBrasil




Terra

compartilhe

publicidade
publicidade